Regência verbal

Mestra em Letras e Linguística (UFG, 2016)
Licenciada em Letras-Português (UFG, 2009)

Sempre abrir.

Regência verbal é a relação estabelecida entre os verbos e seus complementos, os quais integram seu sentido. Esses complementos podem ser objetos diretos e objetos indiretos. Nesse caso, o verbo é considerado termo regente e seu complemento, o termo regido. No caso de o complemento verbal ser um objeto indireto, a relação de subordinação vem sempre marcada pela presença de uma preposição.

O estudo sobre regência verbal está diretamente relacionado à noção de transitividade verbal, pois é ela quem determina o tipo de vínculo estabelecido entre o verbo e seu complemento. Quando a transitividade é direta, o objeto direto é ligado ao verbo sem o auxílio de preposição. Quando a transitividade é indireta, o objeto indireto é ligado ao verbo com o auxílio de preposição. Observe os exemplos:

  • Esqueci da reunião de hoje.
  • Assisti ao filme “Instinto Selvagem”.
  • O médico assistiu o paciente de maneira rápida.

Na Língua Portuguesa, muitos verbos admitem mais de uma regência e, assim, mudam-se também seus significados. Veja este exemplo:

  • Ele aspira todo ar poluído desse ambiente. (sentido de respirar)
  • Rodrigo aspira ao cargo de superintendente. (sentido de deseja, pretender)

A Regência de alguns Verbos

Verbo Preposição
assistir a, ao (transitivo indireto)
esquecer de
obedecer a, ao (transitivo indireto)
visar a (transitivo indireto)

Leia também:

Referência:

ABURRE, Maria Luiza M. Gramática: texto: análise e construção de sentido. Volume único. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2010. p. 514 a 517.

Exercícios e questões de vestibulares

Questão 01:

Não há erro de regência em:

Veja a resposta desta e mais outras questões!
Exercícios de Regência Verbal - Questões
Arquivado em: Português