Separação de Misturas: Líquido-líquido e Gás-Sólido

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Ouça este artigo:

Na natureza, raramente encontramos substâncias em seu estado puro. Em função disso, é necessária a utilização de métodos de separação se quisermos obter uma determinada substância. Alguns dos métodos empregados laboratorialmente ou industrialmente possuem grande equivalência com aqueles em nosso dia-a-dia.

Para a separação dos componentes de uma mistura, ou seja, para a obtenção separada de cada uma das suas substâncias puras que deram origem à mistura, utilizamos um conjunto de processos físicos denominados fracionamento de misturas. Esses processos não alteram a composição das substâncias que formam uma dada mistura, uma vez que toda mistura trata-se de um fenômeno físico.

A escolha dos melhores métodos para a separação de misturas exige um conhecimento anterior de algumas das propriedades das substâncias inicialmente presentes. Assim, por exemplo, se tivermos uma mistura de açúcar e areia, devemos levar em conta que o açúcar se dissolve na água, enquanto a areia não se dissolve.

Muitas vezes, dependendo da complexidade da mistura que se deseja isolar os componentes, é necessário a utilização de vários processos diferentes, numa seqüência que deve se basear nas propriedades das substâncias presentes na mistura.

Sistema constituído por LÍQUIDO – LÍQUIDO

Decantação: separam-se líquidos imiscíveis, que apresentam por essa razão densidades diferentes; sistema no qual o líquido mais denso acumula-se na parte inferior do recipiente. Em laboratório, pode-se utilizar o funil de bromo, também conhecido como funil de decantação, ou ainda, funil de separação. Num sistema formado por água e óleo, por exemplo, a água, por ser mais densa, localiza-se na parte inferior do funil e é escoada abrindo-se a torneira de modo controlado. A decantação pode ser feita de uma maneira mais rudimentar, utilizando-se um sifão (sifonação).

Sistema constituído por GÁS – SÓLIDO

Decantação: a mistura entre gás e sólido pode ser separada por um processo também conhecido por decantação, onde a mistura passa através de obstáculos, em forma de ziguezague, onde as partículas sólidas perdem velocidade e acabam se depositando. Esse processo é muito utilizado na indústria, onde é feito em equipamento denominado câmara de poeira ou chicanas.

Filtração: A simples filtração também presta-se muito bem na separação entre gases e sólidos, onde a mistura passa através de um filtro, no qual o sólido fica retido. Esse processo é muito utilizado nas indústrias, principalmente para evitar o lançamento de partículas sólidas na atmosfera. A filtração é também usada cotidianamente nos aspiradores de pó, onde o sólido é retido (poeira) à medida que o ar é aspirado.

Referências:
SARDELLA, Antônio; MATEUS, Edegar; Curso de Química: química geral, Ed. Ática, São Paulo/SP – 1995.

Arquivado em: Química