Fixação do Nitrogênio

Por Marilia Araujo
O processo de fixação de nitrogênio pode ser industrial ou biológico. Se industrial é conhecido como processo de Haber-Bosch, só sendo possível no limiar de temperaturas de 400°C a 600°C, pressão de 100 a 200 atm, e de muita energia (ATP). A reação é assim:

N2 + 3H2 -> 2NH3

Porém se o processo for do tipo biológico é denominado nitrogenase (em homenagem à enzima que possibilita este processo). Neste processo o nitrogênio é captado direto da atmosfera e em seguida transformado em outros compostos nitrogenados, tais como amônia solúvel e nitrato.

Alguns estudos ilustram que há bactérias fixadoras de nitrogênio trabalhando em plantas, desde que não encontrem acúmulo de oxigênio à sua volta. Essas bactérias se utilizam dos produtos da fotossíntese vegetal como fonte de energia para que possam fixar o nitrogênio. Em contrapartida, o vegetal se beneficia do nitrogênio fixado já que o utiliza para fazer a síntese das suas proteínas. Ou seja, uma relação simbiótica entre planta e bactéria. Vale lembrar que atualmente só são conhecidos dois organismos capazes de capturar e transformar o nitrogênio atmosférico em uma substância que pode ser absorvida por plantas e animais, são eles: as algas azuis e as bactérias fixadoras de nitrogênio.

Esse processo de fixação biológica do nitrogênio traz muitos benefícios para a agricultura em geral e para seus consumidores. Com o nitrogênio disponível torna-se desnecessário a aplicação de adubo nitrogenado, por exemplo, o que torna a lavoura mais econômica para seu produtor. Com esse processo no qual a bactéria fornece o nitrogênio para a planta, temos a sustentabilidade, outra característica importante para a não-agressão do meio ambiente. Entre uma safra e outra pode-se utilizar leguminosas (consideradas adubos verdes), já que posteriormente são incorporadas ao solo, adubando-o naturalmente. E por fim, podemos citar o que talvez seria o quesito mais interessante: uma vez plantando em solos pobres em nitrogênio, plantas que tenham essa simbiose com as bactérias, facilitará a cultura e o crescimento de exemplares que dificilmente estariam viáveis neste tipo de ambiente (solo).

Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fixação_de_nitrogênio
http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cana-de-acucar/arvore/CONTAG01_31_711200516717.html
http://www.scribd.com/doc/3319817/Fixacao-Biologica-e-Assimilacao-de-Nitrogenio