Jônios

Por Antonio Gasparetto Junior
Os Jônios formavam um povo indo-europeu que se estabeleceu na Ática e no Peloponeso, foi a primeira das quatro etnias na Hélade que seriam responsáveis pela formação do povo grego.

Jônios (em rosa)

Os Jônios representavam um povo indo-europeu, eles foram responsáveis por uma violenta invasão da Hélade, região da Grécia Antiga, e transformação de toda a estrutura que era vigente no local. Através dos Bálcãs, os Jônios invadiram a Hélade e transformaram os derrotados em escravos. Possuíam uma grande organização social de tradição militar, mantendo vivo o respeito à hierarquia, o que facilitou no empenho de conquista do novo território. Pelos territórios pelos quais passavam e conquistavam, estabeleciam seus poderosos palácios caracterizados pela fortificação das grandes muralhas e as estreitas entradas.

Segundo as pesquisas desenvolvidas, os jônicos tinham entre si uma organização social bastante igualitária, suas terras eram divididas em porções chamadas glebas, mantendo sempre a equivalência entre os chefes das famílias. Ainda dentro da sociedade jônica havia uma subdivisão em quatro tribos.

Antes de atingir a Hélade, por meio de uma invasão violenta, arqueólogos e historiadores acreditam que os Jônios tenham aprendido a arte e a técnica da cerâmica na Ásia Menor. Esse seria a única explicação cabível para dar conta do extenso uso da cerâmica entre tal povo e com tamanha qualidade. Por outro lado, a metalurgia permaneceu praticamente estagnada, o bronze continuou sendo o elemento mais utilizado.

O cavalo era uma ferramenta usada já há muito tempo pelos Jônios quando invadiram a Hélade, foram eles que o introduziram na região, causando um grande alvoroço e marcando um importante elemento para o período em questão.

A presença dos Jônios da Hélade alterou toda a estrutura que havia anteriormente. O povo anterior que vivia na região da Grécia Antiga havia desenvolvido um amplo comércio marítimo, assim como centros urbanos na ilha de Creta. Mas a chegada dos Jônios fez com que o comércio se reduzisse apenas ao mar Mediterrâneo.

Enquanto habitaram a Ásia Menor, estabeleceram-se em Halicarnasso e Esmirna, entre os séculos XII e X a.C.. Chegaram a criar uma liga intitulada de Liga Jônia, que abarcava as cidades de Éfeso, Samos, Priene, Colofón, Clazómenas, Quios, Mileto, Teos, Mionto, Lebedos, Foceia e Eritras. Já no século VI a.C. a dominação imposta pelo Império Persa causou insatisfação e gerou uma revolta que teve como consequência as Guerras Médicas.

A migração para a região da Hélade configuraria a influência da primeira etnia na formação do povo grego, que depois se completaria através dos aqueus, eólios e os dórios. Entretanto, os últimos invadiram a região utilizando-se de extrema violência e desestruturação do padrão que havia se organizado. A invasão dos dórios forçou uma fuga dos Jônios em busca de sobrevivência, por força maior, tiveram que retornar para a Ásia Menor.

Fontes:
http://www.templodeapolo.net/Civilizacoes/grecia/historia_civilizacao/bronze2.html
http://www.usu.edu/markdamen/1320Hist&Civ/chapters/02HEROD.htm