Blenorragia

Por Fernanda Lima
Blenorragia, também conhecida popularmente como gonorréia é uma DST – doença sexualmente transmissível, é uma infecção causada pela bactéria Neisseria gonorreae, tem esse nome por ter sido o médico alemão Albert Neisser quem a descobriu no ano de 1879.

A principal característica desta doença é o pus amarelado que sai pela uretra. É mais comum entre as pessoas de 15 a 30 anos. A bactéria fica na região genital, em algumas pessoas devido as práticas sexuais a bactéria também pode se alojar na garganta e no reto. Em alguns casos a bactéria se aloja na pele e articulações e outros mais raros a bactéria é alojada na corrente sanguínea, onde a doença se torna mais grave. Isso ocorre quando não há tratamento, e a bactéria se espalha muito rapidamente. Alguns bebês também podem ser infectados no momento do parto e apresentam secreção nas pálpebras.

Os sintomas podem ser diferentes no homem e na mulher. No homem os sintomas aparecem de 2 a 7 dias e começa com apenas uma dor discreta na uretra, e instantes ou horas depois, devido a dor forte começa a sair a secreção do pênis. O pênis fica avermelhado e inchado. Já nas mulheres a infecção se manifesta de 7 a 21 dias, e em muitos casos não apresenta sintomas, só é descoberto com o diagnóstico do parceiro ou então a partir do exame feito na mulher. Quando o sintoma existe é muito comum serem leves e raramente graves com dor ao urinar, corrimentos e até febres. Para o diagnóstico dessa doença não é necessário exames laboratoriais.

O tratamento da blenorragia não é complicado, é feito através de antibióticos durante geralmente uma semana ou apenas com a aplicação de uma injeção, só nos casos da infecção através da corrente sanguínea que é necessária internação para um tratamento mais intenso.

Mesmo o tratamento sendo fácil, com a falta dele pode agravar a doença e também causar problemas nos dois sexos como: infertilidade, infecção renal, meningite, artrite aguda. No homem pode causar epididimite - uma inflamação que ocorre na parte de drenagem de cada testículo, e prostatite que é a inflamação da próstata. Na mulher pode ocorrer partos prematuros, abortamentos, infecção uterina pós parto e também uma inflamação pélvica. Os bebês infectados podem ficar com baixo peso e conjuntivite gonocócica.

A melhor forma para se combater a infecção é através de preservativo, boa higiene e visita frequente ao médico.

Referências:
http://www.drsergio.com.br/dst/gono.html
http://www.tuasaude.com/blenorragia/

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.