Trombose

Por Marina Martinez
Trombose é um distúrbio vascular causado pela formação de um coágulo de sangue (trombo) dentro de um vaso sanguíneo (veia ou artéria), impedindo ou interrompendo o fluxo de sangue. Esses trombos podem obstruir a circulação no local ou, na pior hipótese, atingir os pulmões, bloqueando a oxigenação do sangue (embolia pulmonar).  Alguns fatores como hipertensão, obesidade, sedentarismo, tabagismo, imobilização prolongada, gravidez, estresse, diabetes, traumatismos, certos procedimentos cirúrgicos ou uso de pílulas anticoncepcionais podem promover processos trombóticos vasculares.

Como ocorre a trombose.

Existem dois tipos de trombose:

Trombose venosa

É causada por um coágulo de sangue que se desenvolve em uma veia. Pode ser o resultado de doenças ou lesões nas veias das pernas, imobilidade por qualquer motivo, fratura, certos medicamentos, obesidade, doenças hereditárias ou predisposição hereditária. Existem várias doenças que podem ser classificados nesta categoria. Podemos destacar a trombose venosa profunda que é uma doença relativamente comum. Ela ocorre em 90% dos membros inferiores com maior frequência para a perna esquerda e os 10% restante afeta os membros superiores, pelves, cavidade abdominal, torácica, cabeça e pescoço.

Trombose arterial

É causada por um coágulo de sangue que se desenvolve em uma artéria. Quando a trombose arterial ocorre nas artérias coronárias pode causar um ataque cardíaco no indivíduo. Quando isso acontece na circulação cerebral, pode causar acidente vascular cerebral ou falta de oxigênio para outros órgãos.

Qualquer pessoa pode adquirir trombose, embora geralmente a doença se desenvolva em pessoas mais velhas. Há uma série de fatores que tornam mais prováveis o desenvolvimento deste distúrbio, incluindo histórico familiar, inatividade e obesidade. Muitas vezes a trombose desenvolve pouco ou quase nenhum sintoma no indivíduo, e é muitas vezes referida como uma doença silenciosa. As veias das pernas são mais comumente atingidas pela trombose e, sintomas como dor intensa, inchaço na perna, vermelhidão, calor no local, endurecimento da musculatura da perna e formação de nódulos dolorosos nas varizes, são freqüentes. Portanto, é importante estar ciente dos sinais e fatores de risco de trombose.

O tratamento específico de trombose será determinado pelo médico com base na idade e saúde geral do paciente, a extensão e o tipo de trombose, bem como sua tolerância para medicamentos, procedimentos ou terapias. O tratamento pode incluir medicamentos anticoagulantes como a heparina, cateteres, entre outros.

Para evitar a trombose recomenda-se:

  • Não fumar
  • Manter o peso equilibrado e dentro do IMC .
  • Após algum tipo de cirurgia é conveniente colocar o corpo em movimento .
  • Diabéticos e hipertensos devem seguir uma dieta rigorosa e não parar a medicação .
  • Praticar regularmente exercícios físicos.
  • Mulheres cuja idade seja superior a 35 anos, devem tomar cuidado com o uso de pílulas anticoncepcionais.

Referências Bibliográficas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Trombose
http://www.trombose.med.br/
http://www.boasaude.com.br/artigos-de-saude/2696/-1/trombose-silenciosa-e-fatal.html

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.