Angiografia coronária

Por Débora Carvalho Meldau
A angiografia coronária, também chamada de angiografia do coração, arteriografia coronária ou angiografia cardíaca, é a visualização, por meio de radiografia, da anatomia do coração e vasos sanguíneos após a introdução intravascular de meio de contraste radiopaco.

Angiografia coronária

Este exame é utilizado para detectar doenças como o infarto do miocárdio, placas arteroscleróticas calcificadas, acidente vascular cerebral (AVC), estenose da artéria renal, causas de hipertensão, embolia pulmonar, doenças congênitas e adquiridas dos vasos sanguíneos.

O meio de contraste (tintura) é administrado em uma artéria ou veia, por meio de um cateter inserido em um vaso periférico, e pressionado até alcançar o coração ou a origem das artérias do coração. Em casos de reações alérgicas ao contraste, o procedimento é interrompido. Após o término do procedimento, é feito o monitoramento do paciente objetivando detectar hemorragias e lhe é recomendado que fique em repouso por algumas horas.

A angiografia das carótidas, normalmente é realizada quando o paciente apresenta ataques isquêmicos passageiros, para que seja observado se há a presença de alguma obstrução ou estenose significativa em uma das artérias, que conduzem o sangue ao cérebro.

A angiografia cerebral é utilizada para detectar se há a presença de um aneurisma no cérebro ou auxilia na visualização de um tumor cerebral antes da realização do procedimento cirúrgico.

Uma angiografia das artérias coronárias, geralmente realizada juntamente com o cateterismo cardíaco, é utilizada para localizar regiões de estenose e obstrução arterial.

O procedimento é realizado administrando-se o contraste, por meio de um cateter fino, no vaso que será examinado. É feita uma anestesia local e, em seguida, uma agulha é inserida. Um cabo longo, flexível e fino é implantado através da agulha. A agulha é removida e o cateter é, então, colocado sobre o cabo no vaso sanguíneo. O cateter é conduzido até o vaso a ser observado e o contraste é então administrado.

São raros os problemas relacionados à realização da angiografia coronária. No entanto, podem ocorrer, sendo que as complicações podem incluir:

  • Hemorragias e infecções no local onde o cateter foi inserido;
  • Danos a vasos sanguíneos, sendo esta uma complicação extremamente rara;
  • Reação alérgica ao contraste;
  • Ataque cardíaco ou derrame, caso o cateter remova um coágulo de sangue ou depósito de colesterol da artéria, e este alcança o coração, pulmões ou cérebro.

Fontes:
http://adam.sertaoggi.com.br/encyclopedia/ency/article/003876.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Angiografia
http://www.copacabanarunners.net/angiografia-coronaria.html
http://mmspf.msdonline.com.br/pacientes/manual_merck/secao_03/cap_015.html
http://www.rbccv.org.br/detalhe_artigo.asp?id=891

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.