Serra do Mar

Licenciatura em Geografia (UNESP, 2013)

A formação geológica da Serra do Mar se dá a partir de rochas cristalinas, como os granitos, que foram encontrados na sua formação há milhares de anos atrás. O surgimento da Serra do Mar ocorreu dentro do período em que África e América do Sul formavam um único continente, denominado Gondwana, ou seja, há pelo menos 130 milhões de anos. A ruptura deste supercontinente, a partir de movimentos tectônicos, deu origem ao Oceano Atlântico. As falhas verticais foram ocasionadas, levando a formação geomorfológica da Serra do Mar. O soerguimento ocorrido há cerca de 80 milhões de anos, foi o responsável por expor rochas muito antigas (cerca de 600 milhões de anos) dando início à formação do sistema Serra do Mar – Mantiqueira, o qual continua a ocorrer até os dias atuais, esculpindo a Serra do Mar.

Conhecida como a “Cordilheira Brasileira” devido a sua formação montanhosa prolongada, cerca de 1000 km de extensão e altitudes que variam de 1200 a 2200 metros acima do nível do mar, e que acompanha a costa do Oceano Atlântico, desde o norte do Estado de Santa Catarina até o Rio de Janeiro, onde se encontra com a Serra da Mantiqueira.

Ainda podemos encontrar os alinhamentos de Diabásios, mais conhecidos como Diques, que nada mais são do que grandes falhas por onde passaram lavas, que foram resfriadas dentro destes, e com as rupturas ou intemperismos, esses diques acabam ficando à mostra.

Segundo nomenclatura atribuída ao geógrafo Aziz Ab’Saber, este domínio caracteriza-se pelo relevo com topografia em "meia-laranja", mamelonares ou mares de morros, formados pela intensa ação erosiva na estrutura cristalina das Serras do Mar, da Mantiqueira e do Espinhaço potencializada pelo clima tropical quente e úmido. Nesta região há a presença da Mata Atlântica (floresta latifoliada tropical). Essa paisagem sofreu grande degradação em consequência da forte ocupação humana, outro fator potencializador dos processos erosivos.

Além disso, sua extensa área abrigava uma grande diversidade biológica, porém com o alto índice de ocupação do litoral, essa área sofreu grandes impactos. Só no Estado de São Paulo a perda foi de 90% da Mata Atlântica. Foram criados o Parque da Serra do Mar, Juréia – Itatins ou Serra da Paranapiacaba, responsável pela proteção do que resta de biodiversidade.

Nos demais Estados, recebe outro nome, como Serra da Bocaina ou dos Órgãos no Rio de Janeiro, Serra da Prata, Marumbi, Ibitiraquire ou Graciosa no Paraná e Serra do Itajaí ou Serra do Tabuleiro em Santa Catarina.

Referências bibliográficas:

http://www.cidadedesaopaulo.com/ecoturismo/atracoes/parque-serra-do-mar/

http://altamontanha.com/Artigo/1448/origens-e-evolucao-da-serra-do-mar

http://www.parqueestadualserradomar.sp.gov.br/pesm/

http://200.132.139.11/aulas/Educa%C3%A7%C3%A3o%20do%20Campo/Intera%C3%A7%C3%A3o%20entre%20Seres%20Vivos/Dominios_de_Naturea.pdf

http://www.ib.usp.br/ecosteiros/textos_educ/costao/geologia/geologia.htm

Arquivado em: Brasil, Geologia