Polinésia

O termo Polinésia está ligado a dois conceitos, um conceito geográfico e outro linguístico-antropológico. Como conceito geográfico, o nome é utilizado para se referir a uma das três grandes regiões da Oceania, localizada a leste do Pacífico, entre a Australásia (que abriga a ilha de Nova Guiné, Austrália e Nova Zelândia) a sudoeste, a Micronésia a noroeste e Melanésia a oeste. No âmbito linguístico-antropológico, temos o povo polinésio, espalhado pelas várias ilhas da região de mesmo nome. Considera-se polinésio o nativo falante de alguma língua polinésia. Há ainda o território de ultramar francês, a Polinésia Francesa, localizado na região do Pacífico de mesmo nome.

O nome polinésia surgiu no século XVIII, e designava todas as ilhas menores do Oceano Pacífico sem maiores distinções. No século XIX, o explorador Jules Dumont D'Urville propôs uma restrição do termo, para que fizesse referência ao atual conjunto de ilhas, e estabeleceu a divisão das ilhas do Pacífico nas três grandes áreas, como hoje conhecemos. De fato, Polinésia é a combinação de dois termos da língua grega, "poli", que significa muitos, vários, e "nesos", o equivalente a ilha, formando assim "muitas ilhas".

A partir dessa definição, entende-se como parte da Polinésia as ilhas contidas dentro do chamado triângulo polinésio, cujos vértices são a Nova Zelândia (considerada como parte tanto da Polinésia quanto da Australásia), o arquipélago do Havaí e a ilha de Páscoa (Rapa Nui). Politicamente, podemos dividir a Polinésia em:

a) quatro estados independentes: Kiribati, Samoa, Tonga e Tuvalu

b) quinze territórios dependentes ou associados a outros países soberanos:

  • Havaí, Samoa Americana e algumas das ilhas menores dos Estados Unidos (Baker, Howland, Jarvis, Johnston e Palmyra) (Estados Unidos);
  • Polinésia Francesa e Wallis e Futuna (França)
  • Cook, Tokelau, Niue e Chatham (Nova Zelândia)
  • Pitcairn (Reino Unido)
  • Ilha de Páscoa (Chile)

As ilhas de Tonga foram ocupadas cerca de 3.000 anos atrás, enquanto a Nova Zelândia só teve presença humana a partir de 1200.

No passado, os povos polinésios eram habilidosos navegadores e construtores de canoa, conhecidos pela criação de embarcações de casco duplo, capazes de viajar grandes distâncias. Suas sociedades são organizadas de forma hierárquica, onde os indivíduos de maior status social traçam sua descendência diretamente dos deuses.

Assim como no restante do Pacífico, os primeiros europeus chegaram no século XVI, mas somente no século XIX a colonização europeia se desenvolve de maneira mais dinâmica. A maioria dos territórios dependentes são muito pequenos e de economia muito limitada para formarem nações emancipadas, e ao que parece, com exceção da Polinésia Francesa, a situação política dessas ilhas deve permanecer a mesma por um bom tempo.

Bibliografia:
Polynesia (em inglês). Disponível em: < http://www.britishmuseum.org/explore/cultures/oceania/polynesia.aspx  >. Acesso em: 22 set. 2012.

Arquivado em: Oceania