Petróleo

Por Emerson Santiago
É chamado de petróleo o líquido oleoso de origem fóssil, formado ao longo de milhões de anos no subsolo, em profundidades variáveis, com acumulações tanto a poucos metros da superfície terrestre quanto a mais de três mil metros de profundidade, em meio a um terreno de rochas sedimentares. Sua cor varia segundo a origem, oscilando do negro ao âmbar e é muito rico em hidrocarbonetos (HC). De fato, sua composição química deriva da combinação de átomos de carbono e hidrogênio. Substância inflamável, possui uma densidade menor do que a da água, e é atualmente a principal fonte de energia do mundo moderno.

Há inúmeras teorias sobre a origem do petróleo, porém, a mais aceita é que este surgiu através de restos orgânicos de animais e vegetais depositados no fundo de lagos e mares, sofrendo transformações químicas ao longo de milhares de anos. Os povos antigos conheciam o petróleo e alguns de seus derivados como o asfalto e o betume. Já na pré-história surgiram referências esparsas indicando que o petróleo era conhecido do homem. Os egípcios utilizavam-no para o embalsamamento de mortos ilustres e como elemento de liga nas suas seculares pirâmides. Os indígenas das Américas do Norte e Sul serviam-se do petróleo e derivados para inúmeras aplicações, entre elas a pavimentação das estradas do império Inca.

Para a obtenção dos produtos derivados, como gasolina, diesel, lubrificantes, nafta, querosene de aviação, o óleo bruto passa por uma série de processos nas refinarias. O primeiro poço de petróleo foi descoberto na Pensilvânia, Estados Unidos, no ano de 1859, em uma região de pequena profundidade, 21 metros (atualmente, as escavações atuais costumam ultrapassar os 6.000 metros). O maior consumidor mundial são os Estados Unidos, país que, para suprir sua necessidade, importa cada vez mais o produto.

A teoria mais aceita entre os geólogos é a de que o petróleo tem origem em substâncias de natureza orgânica. Tendo esta orientação por base, acredita-se que o produto é encontrado com maior probabilidade nas áreas em que, no decorrer de diferentes eras geológicas, houve deposição de rochas sedimentares e acumulação de restos orgânicos.

Os maiores produtores mundiais de petróleo são Arábia Saudita, Rússia, Estados Unidos da América, Irã, China, Venezuela, Kuwait, Líbia, Iraque, Nigéria, Canadá, Cazaquistão e Emirados Árabes Unidos. No Brasil, a maior parte das reservas está nos campos marítimos, em lâminas d’água com profundidades maiores do que as dos demais países produtores.

Leia também:

Bibliografia:
Petróleo. Disponível em: <http://www.suapesquisa.com/geografia/petroleo/>. Acesso em: 24 jun. 2012.

CÚNEO, Roberto Grillo. Petróleo. Disponível em: <http://www.algosobre.com.br/quimica/petroleo.html>. Acesso em: 24 jun. 2012.