Plutóide

Mestre em Astronomia (Observatório Nacional, 2016)
Graduado em Física (UFRPE, 2014)

A definição oficial de plutóide dada pela União Astronômica Internacional (IAU) é: “Plutóides são corpos celestes em órbita ao redor do Sol à distância maior que a de Netuno, que possuem massa suficiente para auto-gravidade para superar as forças rígidas do corpo, para que assumam um forma de equilíbrio hidrostático (quase esférico) e que não limparam o bairro em torno de sua órbita¹.” Em resumo, um plutóide é um planeta anão que se localiza após a órbita de Netuno.

Hoje existem quatro plutóides conhecidos: Plutão, Eris, Haumea e Makemake.

A localização dos plutóides conhecidos no Sistema Solar. Ilustração: NASA.

Plutão

Até 2008, Plutão era considerado planeta, porém, depois da descoberta de Eris e de Makemake, a IAU achou conveniente redefinir o conceito de planeta criar uma nova categoria, os planetas anões, a qual Plutão passou a pertencer.

Plutão é o maior dos plutoides, com um raio de 1,151 km (1/6 do raio terrestre) e se localiza a 39 UA¹ do Sol. Seu ano dura 248 anos terrestres e seu dia, 153 horas. Sua órbita cruza a de Netuno, fazendo com que, em algumas épocas, o planeta anão esteja mais próximo do Sol que Netuno.

Foto de Plutão, capturada em 08/07/2015, a cerca de 8 milhões de quilômetros de distância pela sonda New Horizons. Créditos: NASA.

Sua superfície contém planícies, vales, crateras e montanhas e sua temperatura varia entre -226 e -240 °C. Sua fina atmosfera, composta principalmente por nitrogênio molecular, se expande quando o planeta anão se aproxima do Sol e colapsa a medida que ele se afasta.

Plutão possui cinco luas: Caronte, Nix, Hidra, Cérbero e Estige. Caronte é a maior de todas, com metade do tamanho de Plutão, e o orbita a uma distância muito pequena de 19,6 km, 20 vezes menor que a distância Terra-Lua, fazendo com que astrônomos se refiram a Caronte e Plutão como um planeta duplo.

Eris

Eris foi descoberto em 2003. O dia em Eris dura aproximadamente 26 horas e o ano, 557 anos terrestres. Eris possui apenas uma lua, Dysnomia, que possui uma órbita de 16 dias ao redor do planeta anão. Eris possui um raio de aproximadamente 1,1 mil km (1/5 do raio terrestre), sendo o maior planeta anão, e se localiza a 68 UA do Sol, na região chamada Cinturão de Kuiper.

Por ser um objeto muito distante de nós, pouco sabemos sobre características específicas dele, como campo magnético ou estrutura interna, no entanto especula-se que a superfície de Eris seja parecida com a superfície rochosa de Plutão e que sua temperatura varie entre -217 ºC e -243 ºC.


Fotografias de Plutão e três de suas luas (à esquerda) e de Eris e sua lua (à direita)
Fonte: https://www.iau.org/news/pressreleases/detail/iau0804/

Haumea

Também descoberta em 2003, alguns meses antes de Eris, Haumea é o único objeto localizado no Cinturão de Kuiper que possui um anel. Ele se localiza a 43 UA do Sol e possui um raio de apenas 620 km (1/24 do raio terrestre). O dia em Haumea dura apenas 4 horas e o ano, 285 anos terrestres. Por enquanto, infelizmente, nada se sabe sobre sua atmosfera, superfície e campo magnético, porém astrônomos acreditam que sua estrutura é composta de rocha com uma camada de gelo.

Haumea possui duas luas que foram descobertas em 2005, Namaka, Hi'iaka, nomeadas em homenagem às filhas de Haumea, deusa da fertilidade da mitologia havaiana.

Makemake

Makemake. Foto: NASA/ESA.

Makemake, descoberto em 2005, é o segundo objeto do Cinturão de Kuiper mais luminoso e se localiza a 45,8 UA. Um dia em Makemake dura 22,5 horas e um ano, 305,34 anos terrestres. Seu nome particular é uma homenagem ao deus da fertilidade rapanui (povo polinésio da Ilha de Páscoa). O raio de Makemake corresponde a 1/9 do terrestre, medindo 715 km.

Sua superfície marrom avermelhada possui metano e etano congelados e sua finíssima atmosfera é, provavelmente, composta por nitrogênio.

Makemake possui apenas uma lua que foi observada em 2015 e provisoriamente chamada de S/2015 (136472) 1 e apelidada por MK 2.

² Uma unidade astronômica (UA) equivale à distância média entre o Sol e a Terra.

Referências:

¹NEWS RELEASE IAU0804. Disponível em: <https://nssdc.gsfc.nasa.gov/planetary/text/pluto_iau_pr_20080611.txt>. Acesso em: 16 de mar. de 2020

PLUTO. NASA Science Solar System Exploration. Disponível em: <https://solarsystem.nasa.gov/planets/dwarf-planets/pluto/overview/>. Acesso em: 17 de mar. de 2020

ERIS. NASA Science Solar System Exploration. Disponível em: <https://solarsystem.nasa.gov/planets/dwarf-planets/eris/in-depth/>. Acesso em: 17 de mar. de 2020

HAUMEA. NASA Science Solar System Exploration. Disponível em: <https://solarsystem.nasa.gov/planets/dwarf-planets/haumea/in-depth/>. Acesso em: 17 de mar. de 2020

MAKEMAKE. NASA Science Solar System Exploration. Disponível em: <https://solarsystem.nasa.gov/planets/dwarf-planets/makemake/in-depth/>. Acesso em: 17 de mar. de 2020

HUBBLE DISCOVERS MOON ORBITING THE DWARF PLANET MAKEMAKE. Disponível em: <https://www.nasa.gov/feature/goddard/2016/hubble-discovers-moon-orbiting-the-dwarf-planet-makemake>. Acesso em: 17 de mar. de 2020

https://spaceplace.nasa.gov/review/posters/stardust/dwarf_planets_fun_sheet.pdf

Arquivado em: Astronomia, Sistema Solar