Distrito Federal

Distrito Federal é o nome dado a uma das 27 regiões administrativas que compõem a República Federativa do Brasil, A peculiaridade deste que é o menor ente administrativo da União é a de servir de abrigo para a capital da Federação, a cidade de Brasília. Com cerca de 5801 km² (área equivalente à metade da ilha da Jamaica ou o território do sultanato de Brunei ou ainda o dobro do território de Hong Kong, na China), o DF não possui as divisões características dos Estados nem dos Municípios, sendo que as aglomerações urbanas dentro de seu território recebem o nome de Região Administrativa, atualmente 29 no total.

Sua criação vinha sendo cogitada desde o século XVIII pelo Marquês de Pombal, como um modo mais eficaz de administrar o amplo território colonial português, além de servir de incentivo à maior ocupação das regiões norte e centro-oeste, que permaneceriam escassamente povoadas até a concreta implementação do projeto da capital federal, na década de 60 do século XX.

Importante frisar que a entidade político-administrativa equivalente ao atual Distrito Federal sempre existiu na organização do Brasil como país independente, sendo que durante o Império, este recebia o nome de "Município Neutro", e, com o advento da proclamação da República, passa a ter a atual denominação, Distrito Federal, prevista na Constituição Republicana de 1891. Em qualquer dos casos, o nome era aplicado ao entorno do município do Rio de Janeiro, a capital do país até 1960. Durante todo este tempo, o atual Distrito Federal era virtualmente inabitado, uma terra ainda a ser desbravada.

Na mesma Constituição de 1891, no artigo 3o, já se previa a transferência da capital para a região do Planalto Central, sendo que tal projeto só viria a assumir importância na agenda política brasileira na segunda metade da década de 50, quando o então candidato à presidência Juscelino Kubitschek foi questionado em um comício em Jataí, Goiás, sobre o cumprimento de tal disposição constitucional. Conhecido como um político simpático a obras de grande relevância, Juscelino "abraçou" a ideia da nova capital, sendo sua construção uma das partes de seu famoso Plano de Metas, objetivos a serem atingidos ou superados durante seu mandato como presidente da república.

Imediatamente após a eleição de Juscelino é delimitado o território do novo Distrito Federal, e inicia-se a construção de Brasília, que é inaugurada a 21 de abril de 1960, a tempo de receber seu primeiro presidente, Jânio Quadros.

A cidade do Rio de Janeiro, o antigo Distrito Federal, irá constituir um novo estado, o da Guanabara, sendo que o estado do Rio de Janeiro seguiria com sua capital, a cidade de Niterói. Tal situação irá durar até 1974, quando é extinto o estado da Guanabara e a cidade do Rio de Janeiro passa a ser a capital do estado de mesmo nome.

Bibliografia:
Distrito Federal . Disponível em: http://www.brazilsite.com.br/brasil/estados/dfederal.htm . Acesso em: 14 ago. 2011.

Tudo sobre o Distrito Federal . Disponível em: http://www.gdf.df.gov.br/045/04501018.asp . Acesso em: 14 ago. 2011.

Mapa: http://www.mapas-brasil.com/distrito-federal.htm

Arquivado em: Brasil