Trigonocefalia

A trigonocefalia consiste em um tipo de craniossinostose, que é o fechamento prematuro de uma ou mais das suturas da calota craniana. É definida como sendo uma condição congênita, na qual há fusão prematura da sutura metópica, resultando em uma testa de forma triangular. A fusão dos dois ossos frontais ocasiona a limitação de crescimento e expansão do encéfalo.

Esta condição pode estar relacionada com algumas síndromes, como síndrome de Muenke, síndrome de Opitz, síndrome de Jacobsen, síndrome de Baller-Gerold e síndrome de Meyer. Até o momento, a causa desta condição não foi determinada, porém existem algumas teorias a respeito de sua etiologia.

A primeira teoria supõe que a trigonocefalia é uma perturbação óssea ocorrida durante o início da gestação, podendo a causa ser genética, metabólica ou relacionada ao uso de fármacos. A segunda teoria sustenta que a trigonocefalia ocorre em decorrência de uma alteração na cabeça do feto na hora de sua saída pelo canal pélvico. Já a terceira e última teoria diz que o limitado crescimento dos lobos frontais resulta em uma ausência de estímulos para o crescimento do crânio, com consequente fusão prematura da sutura metópica.

O quadro clínico caracteriza-se por formato triangular da testa, distúrbios visuais, exoftalmia e cefaleia. Também pode levar à cegueira total, em decorrência da malformação do nervo óptico mediante a deformação dos ossos frontais e da compressão dos vasos sanguíneos.

O diagnóstico deve ser feito com base no quadro apresentado pelo indivíduo, em associação com técnicas de diagnóstico por imagem, como a tomografia computadorizada tridimensional.

O tratamento é cirúrgico, envolvendo a remodelação dos ossos frontais.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Trigonocephaly
http://www.thecraniofacialcenter.org/synostoses_trigonocephaly.html
http://www.vulgaris-medical.com/encyclopedie/trigonocephalie-4651.html
http://www.neurocirugia.com/diagnostico/trigonocefalia/trigonocefalia.html

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças congênitas