Vulcões ativos

Licenciada em Geografia (UFG, 2003)

Na atualidade, há mais de 500 vulcões ativos no planeta Terra. A maior parte deles com atividades modestas, como expelir gases, cinzas e pequenas rochas por um período variável. No entanto, as grandes erupções também ocorrem, com relativa frequência. A todo momento, há, pelo menos, uma dezena de vulcões em erupção em algum ponto do globo.

Então, se existem diferentes tipos e níveis de atividade vulcânica, o que caracteriza um vulcão ativo? Vejamos a seguir os tipos de atividades vulcânicas:

  • Atividades iniciais – são as primeiras atividades de um vulcão antes de entrar em erupção ou não (há vulcões que ficam apenas nas atividades iniciais e adormecem sem ter entrado em erupção). São os pequenos tremores de terra, expulsão de gases e cinzas.
  • Atividades rítmicas – São as atividades de ejeção e derramamento de lava. A expansão dos gases na cratera do vulcão causam explosões e projetam lava na atmosfera e na superfície.

Ao contrário do que muitos imaginam, nem toda erupção é do tipo explosiva. No Havaí, por exemplo, há vulcões do tipo escudo, que expelem lava lentamente, de uma espécie de lago que fica no topo de um vulcão, forma cursos de lava, que podem seguir por muitos metros antes de resfriar.

Os materiais produzidos nas erupções dos vulcões ativos podem ser classificados em três tipos:

  • Lavas – massas de magma que atingem a superfície e derramam.
  • Material piroclástico – cinzas, rochas e magma, que são expelidos de forma explosiva ou não.
  • Gases vulcânicos – exalações durante as erupções e em períodos de calmaria.

Alguns vulcões ativos da atualidade

Mauna Loa é o maior vulcão do tipo escudo do planeta. Suas erupções são fluidas e lentas, tanto que chegam a formar verdadeiros rios de lava. É o maior vulcão do mundo, com 4.170 de altitude chega a 90 quilômetros de largura. Ocupa a Ilha Grande no arquipélago do Havaí. Por ser um vulcão bastante ativo e em razão de suas dimensões colossais atrai milhares de turistas anualmente ao local.

Rio de lava se forma após erupção do Mauna Loa em 1984. Foto: R.W. Decker. / USGS

Nyiragongo está situado no continente africano, especificamente na República Democrática do Congo. Embora tenha ficado mundialmente conhecido quando de sua erupção recente mais devastadora, que ocorreu no ano de 1977, é um vulcão é bastante ativo. Desde a década de 1980 até a atualidade, periodicamente o Nyiragongo entra em erupção.

Cratera do vulcão Nyiragongo. Foto: GlobalP / iStock.com

Etna está localizado na ilha da Sicília ao sul da Itália. É um vulcão com alto nível de atividade e bastante conhecido dos noticiários, uma vez que em sua área circundante há grande ocupação humana. A preocupação de que os sicilianos sejam atingidos pelas erupções do Etna se intensificam a cada atividade vulcânica.

Merapi é mais um dos 120 vulcões ativos da Indonésia. Localizado na Ilha de Java e com quase 3 mil metros de altitude, foi responsável por erupções que causaram milhares de mortes desde pelo menos o século XVI, quando os registros começaram a ser realizados.

Monte Merapi, Indonésia. Foto: Krisnamurtian / iStock.com

Sakurajima no Japão era localizado em uma pequena ilha de mesmo nome. Porém, em virtude de uma erupção em 1914, que provocou um derramamento de lava tão intenso, que ligou a ilha a outra maior. Na maior parte do tempo expele continuamente, gases e cinza de sua cratera. No entanto, erupções com lava e material vulcânico ocorrem periodicamente.

Kilauea, também localizado em território havaiano, é considerado por alguns cientistas como o vulcão mais ativo da atualidade. Em razão dessa intensa atividade vulcânica, uma estrutura de turismo importante foi construída às bordas do vulcão, para os aventureiros que desejam conhecer esse fenômeno natural de perto.

Vista aérea do vulcão Kilauea, em erupção ocorrida em maio de 2018. Foto: Frizi / iStock.com

Pinatubo nas Filipinas está localizado há apenas 90 km da capital Manila. É famoso por ter causado a mais violenta erupção vulcânica do século XX, em 1991. Este evento, provocou mudanças climáticas globais à época. Desde então, tem entrado em erupção periodicamente e já provocou o deslocamento de milhares de famílias filipinas.

Vulcão Pinatubo explodindo no dia 12 de junho de 1991. Foto: Dave Harlow / USGS

Leia também:

Fontes:

TIPOS DE VULCÕES, CARACTERÍSTICAS DE SUAS ERUPÇÕES E DOS PRODUTOS LANÇADOS POR ELES – Pinheiro e Melo – IFRN - https://memoria.ifrn.edu.br/bitstream/handle/1044/918/Fernanda%20e%20Karen-TIPOS%20DE%20VULCÕES.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Decifrando a Terra, 2009. APA. Teixeira, W., Fairchild, T. R., Toledo, M. C. M. de, & Taioli, F. São Paulo: Companhia Editora

Vulcanologia – Unicamp - https://www.ft.unicamp.br/~hiroshiy/ST%20409/VULCANOLOGIA%20PWP%201.ppt

Arquivado em: Geologia