Civilização Cretense

A Civilização Cretense, também conhecida como civilização minóica, tem suas origens um pouco desconhecidas. De acordo com alguns pesquisadores da área, algumas das populações que habitavam a Ásia menor, navegaram até a ilha de Creta e por lá se instalaram.

Com o passar do tempo a sociedade se multiplicou e sua economia se solidificou, baseada exclusivamente no comércio marítimo de produtos na região balcânica e na Ásia Menor, porta de entrada comercial para o Oriente. Dentre os principais produtos comercializados por eles eram joias, tecidos, armas, e objetos de bronze.

Podemos observar três periodos em sua historia. O primeiro é a Civilização Egeia, que trata dos primeiros habitantes da ilha de creta que se dedicavam a agricultura e ao pastoreiro. O segundo período é a civilização cretense, onde podemos perceber o crescimento das atividades comerciais e a criação de uma unidade política. E o terceiro período, a civilização Minoica, civilização que se iniciou após a destruição das cidades cretenses, possivelmente, por um terremoto. Que é o que nos interessa nesse momento.

Após essa deflagração das cidades cretenses, elas foram reconstruidas a tal ponto de influenciar um grande desenvolvimento economico, que possibilitou a formação de uma monarquia, cuja qual os governantes eram conhecidos como Mino, que tem o mesmo significado de Rei.

Esse rei, ou o Mino, tinha a função de chefe político, mas também tinha seu poder ligado a um chefe religioso, e para abrigar uma personalidade tão importante como essa, foram construidos vários grandiosos Palácios. Esses palácios tinham como caracteristicas algumas “armadilhas” para que pudessem evitar algumas invasões. Dentre elas estavam os labirintos.

De acordo com a mitologia grega, esses labirintos foram construidos para abrigar uma temida criatura selvagem denominada como Minotauro, que seria metade homem e metade touro, e que até hoje reside em nosso imaginário.

Em meio a todo esse desenvolvimento social que podemos perceber, é válido citar também o desenvolvimento da escrita. Foram encontrados vestígios dessa escrita, nominada de Linear A, em várias placas de argila, parecendo muito com a escrita dos egípcios, além de uma segunda escrita a Linear B, assim batizada.

No aspecto religioso, os cretenses adoravam como principal divindade a “deus mãe” que era simbolo da fertilidade, e por adorarem uma divindade feminina, a sociedade cretense dava uma grande importancia as mulheres.

Já o declinio de sua sociedade se deu justamente por causas naturais como terremotos, erupções vulcânicas e tsunamis e a partir disso a sociedade cretense ficou enfraquecida e incapaz de se defender de invasões de outros povos.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Creta
http://www.historiadomundo.com.br/idade-antiga/civilizacao-cretense-micenica.htm
http://www.suapesquisa.com/grecia/creta.htm