Grandes navegadores

Licenciatura Plena em História (Faculdade JK-DF, 2012)
Pós-graduação em História Cultural (Centro Universitário Claretiano, 2014)

Publicado em 19/03/2019

Com a época dos Descobrimentos, grandes navegadores deixaram o seu legado assinando a descoberta de novas terras em novos continentes, fazendo com que nós conhecessemos hoje o que chamamos de mapa-mundi.Com a descoberta de culturas diferentes, houve também desenvolvimentos em diferentes áreas (comércio, ciência, etc.).

Vasco da Gama (1469-1524) foi um navegador e explorador português que descobriu o Caminho Marítimo para a Índia, na mais longa viagem oceânica realizada até à data que em distância era superior a uma volta ao mundo percorrendo todo o equador. Abriu caminho para uma nova rota comercial próspera entre os dois países. Chegou a acumular vários títulos na sua vida, entre eles ocupou o cargo de Vice-Rei da Índia.

Retrato de Vasco da Gama (1883). Foto: Everett Historical / Shutterstock.com

Pedro Álvares Cabral (1467-1520) foi um navegador, explorador, fidalgo e comandante militar que se destacou por ter conquistado o Brasil. Dizem que tal fato aconteceu quando em 1500 foi nomeado para chefiar uma expedição até à Índia, seguindo a rota que teria sido descoberta por Vasco da Gama 2 anos antes. Ao se afastar da costa africana, se deparou com o que achava ser uma grande ilha e deu o nome de Vera Cruz. Ao explorar melhor percebeu logo que se tratava de um vasto território e logo informou D. Manuel I, rei de Portugal na época em que achou.

Pedro Álvares de Cabral.

Marco Polo (1524 – 1324) foi um comerciante, explorador e embaixador de origem italiana com as suas aventuras e descobertas registradas no livro “As Viagens de Marco Polo” que conta detalhes sobre a China, embora não tenha sido o primeiro a descobrir esse país. Por lá desempenhou funções diplomáticas e conheceu outros países da Ásia. Esse livro marcante inspirou o mapa-mundi de Fra Mauro e foi muito lido na época por descrever todas as particularidades dessas diferentes culturas.

Retrato de Marco Polo (1883). Foto: Everett Historical / Shutterstock.com

Cristóvão Colombo (1451-1506) foi um navegador e explorador de origem italiana que sob as ordens da coroa espanhola descobriu a América quando tinha como objetivo atingir a Índia. Com o seu projeto de viagem para o Ocidente a ser concebido em Portugal, impulsionado pelo espírito das navegações, foi o primeiro explorador europeu a estabelecer e documentar rotas comerciais para as Américas abrindo uma nova fase para a colonização do continente americano. Assim, marcou a história moderna do Mundo Ocidental.

Cristóvão Colombo em 1519. Pintura de Sebastiano del Piombo.

Américo Vespúcio (1454-1512) desempenhou várias funções como navegador, explorador, cosmógrafo, geógrafo e comerciante. De origem italiana, trabalhou ao serviço da coroa portuguesa e espanhola. Inspecionou as embarcações de algumas viagens de Colombo e por si mesmo em 1449 passou a norte da costa da América do Sul e foi o primeiro a demonstrar que o Brasil e a Índia não eram regiões periféricas do leste da Ásia como tinha pensado Colombo. Eram terra separadas entre si. Teve um papel importante no conhecimento do Brasil, país que tinha sido acabado de ser descoberto, quando ao serviço de Portugal entrou pela baía do Rio de Janeiro no dia 1 de Janeiro de 1502.

Todos estes navegadores contribuíram para sabermos como cada continente é mapeado, colaborando para uma globalização e integração de diversas línguas, culturas, costumes e expressões culturais. Com a sua coragem desafiaram o seu tempo por se atreverem a navegar pelo desconhecido, superando medos e lendas. Trouxeram novos conhecimentos em diferentes áreas necessários para que os seus objetivos fossem alcançados com êxito.

Arquivado em: Idade Moderna