Gorila

Graduada em Ciências Biológicas (USU, 2009)

O Gorila pertence ao gênero Gorilla que está organizado com duas espécies: os gorilas ocidentais e os gorilas orientais, cada um com 2 subespécies, sendo:

  • Gorila Ocidental (Gorilla gorilla)
  • Gorila da Planície (Gorilla gorilla gorilla): com aproximadamente 200.000 exemplares;
  • Gorila do Rio Cross (Gorilla gorilla diehli): com aproximadamente 250–300 exemplares;
  • Gorila Oriental (Gorilla beringei)
  • Gorila da Montanha (Gorilla beringei beringei): com aproximadamente 650–720 exemplares;
  • Gorila da Planície e de Grauer (Gorilla beringei graueri): com aproximadamente 5.000  –  10.000 exemplares.

Os gorilas apresentam diferenças conforme o habitat em que vivem, se são encontrados nas montanhas vão ter pelos mais densos e compridos para sobreviverem às temperaturas baixas, enquanto os gorilas das planícies têm pelos curtos e finos para sobreviverem nas regiões úmidas e quentes. Atualmente os gorilas selvagens podem ser encontrados em apenas 10 países africanos. Os gorilas da montanha vivem nos montes vulcânicos e verdes de Ruanda, Uganda e na República Democrática do Congo. Já a espécie da planície vive nas florestas da África central e ocidental da Guiné Equatorial, Angola, Camarões, República Centro-Africana, Congo, Gabão e República Democrática do Congo.

Gorila-da-montanha. Foto: Kiki Dohmeier / Shutterstock.com

Os gorilas destinam mais de metade do dia para alimentação. Os gorilas da planície, como vivem em regiões onde a densidade da grama é mais baixa e onde as frutas são mais abundante, alimentam-se basicamente disso. Os gorilas da montanha consomem quase exclusivamente ervas, folhas, talos e raízes.

Os gorilas possuem o corpo robusto com peito extremamente forte e largo e um abdômen proeminente, o rosto não possuem pelos, apresenta grandes narinas, orelhas pequenas e sobrancelhas proeminentes. Também não possuem pelos nas mãos e pés assim como nos humanos. Porém, diferente dos humanos, os gorilas não possuem pelos no peito. Os adultos apresentam braços longos e musculosos, que são bem maiores do que suas pernas. Deslocam-se apoiando no nós dos dedos. Os machos pesam duas vezes mais do que fêmeas e podem medir até cerca de 1,7 metros e pesar (na natureza) entre 135 e 220 kg. Uma fêmea adulta na natureza normalmente mede 1,5 metros e pesa entre 70 e 90 kg. Eles costumam viver entre 30 e 50 anos.

Gorila-da-planície. Foto: Vladimir Wrangel / Shutterstock.com

Os grupos são formados por 5 a 30 indivíduos, excepcionalmente podem formar grupos de 60. Um macho lidera o grupo e atuando como mediador quando surgem conflitos, determinando os lugares para onde o grupo irá em busca de comida e assume a responsabilidade pela segurança e bem-estar do todo. A aceitação pelas fêmeas do grupo é crucial para manter a liderança do macho a longo prazo. Se o líder morrer devido a uma doença, um acidente, uma briga ou devido à caça furtiva, o grupo se dispersará à procura de um novo macho protetor.

Os gorilas são animais ativos durante o dia, e principalmente terrestre, mas escalam habilmente as árvores para chegar às frutas ou para construir seus espaços de descanso. Os gorilas de costas cinzas constroem suas “camas” no chão. Os filhotes de gorila geralmente ficam com suas mães entre 3 e 4 anos. No caso dos genitores morrerem, o bando cuida das crias órfãs. Os machos começam a deixar lentamente seu grupo inicial quando eles têm aproximadamente 11 anos, viajando sozinhos ou com um grupo formado por outros machos durante um período que vai de 2 a 5 anos, antes de formar um novo grupo com fêmeas e começar a reproduzir. Os gorilas raramente usam ferramentas na natureza, mas foram observados usando ramos para equilibrarem-se ao transpassar corpos de água profundos, e a prole é vista usando rochas para abrir nozes.

Bibliografia:

Convención sobre la Conservación de las Especies Migratorias de Animales Silvestres (CMS). 2009. 2009 El Año Del Gorila. PNUMA/CMS, Alemanha.

Arquivado em: Mamíferos