Gabão

Licenciada em Geografia (UFG, 2003)

Gabão é um país situado na porção central do continente africano. Cortado pela linha do Equador, faz fronteira a leste e sudeste com a República do Congo, a norte com Camarões e a noroeste com Guiné Equatorial. A porção oeste é banhada pelo Oceano Atlântico.

A área do país é de 267.667 km², aproximadamente o tamanho do Reino Unido. O nome oficial do país é República Gabonesa e a capital é a cidade de Libreville, que está situada no litoral. Port-Gentil e Franceville são, além da capital, cidades importantes.

Bandeira do Gabão.

População

O Gabão tem mais de 1,7 milhão de habitantes (2016) e uma densidade demográfica de 6,3 habitantes por quilômetro quadrado (hab./km²), embora haja maior concentração populacional na porção costeira e nas proximidades das fronteiras com Camarões e Guiné Equatorial. A porção central do país - onde está localizada a maior parte das densas florestas que recobrem o país – é pouco povoada.

É uma população essencialmente urbana. Cerca de 75% dos habitantes reside nas cidades. Os habitantes são em sua maioria jovens. Mais da metade da população tem menos de 25 anos.

A língua oficial é o francês embora os idiomas banto e fang sejam de uso cotidiano por grande parte da população. Estes idiomas - ou dialetos como alguns preferem classificar - são fruto da composição étnica diversificada do país. Os principais grupos étnicos que compõem a população gabonesa são: fang (maioria) os myene, bandjabi, eshiras, bapounous, okandé, entre outros.

Aspectos físicos

A localização geográfica do território gabonês – cortado pela linha do Equador – condiciona os aspectos físico-naturais da geografia deste país.

Mapa do Gabão. Origem: USGOV/CIA.

O clima equatorial garante ao país uma incidência de precipitações (chuvas) durante todo o ano. Clima quente e com pequena variação de temperatura é ideal para o surgimento e manutenção da vegetação exuberante que este país apresenta.

A floresta equatorial – ou tropical - recobre mais de 2/3 do território do país, que nos últimos anos tem adotado políticas de preservação e conservação destas riquezas naturais. Possui também rica fauna, que conta com espécies como: antílopes, macacos, várias espécies de pássaros, gorilas e elefantes.

Os principais destaques do relevo do Gabão são as planícies litorâneas, os montes de Libreville, além do maciço de Chaillu, onde está situado o Iboundji, monte que possui 1.575 metros de altitude.

O Gabão tem hidrografia rica, que é constantemente reabastecida pelo clima úmido e as constantes precipitações. O maior curso d’água do Gabão é Rio Ogooué que tem aproximadamente 1.200 km de extensão.

Economia

A partir da descoberta de jazidas de petróleo na década 1970 o país passou a ter como principal atividade econômica a exploração deste recurso mineral. Quase metade do PIB – Produto Interno Bruto do país tem origem no ouro negro. O país também se destaca na produção e exportação de manganês.

As atividades agrícolas respondem por menos de 5% da produção do país o que justifica os altos números de importação de alimentos. Estima-se que o Gabão importe cerca de 80% dos alimentos consumidos internamente. A maior parte das importações tem origem no vizinho Camarões.

O restante do PIB país é composto por atividades relacionadas ao comércio e serviços. A atividade turística tem sido incentivada e ampliada gradativamente, embora ainda necessite de obras de infraestrutura e qualificação da mão-de-obra para receber os turistas.

Referência bibliográfica:

Site oficial do país: http://www.legabon.org/

Guia de Negócios – Gabão - Ministério das Relações Exteriores. Disponível em: http://www.investexportbrasil.gov.br/serie-como-exportar

Estudo de Mercado – Golfo da Guiné – CESO.pt – Disponível em: http://www.ceso.pt/upload/pdf/content_intelligence/EIojhnWg/Estudo_GolfodaGuine.pdf

BONIFACE, Pascal; VEDRINE, Hubert. Atlas do mundo global. São Paulo: Estação Liberdade, 2009.

Arquivado em: África