Análise sintática

Mestre em Linguística (USP, 2019)
Graduada em Letras (USP, 2016)

A análise sintática é o processo de investigação e identificação da função sintática i) das palavras quando elas estão dispostas em orações e ii) das orações quando elas estão dispostas em períodos. Neste texto, explicamos o conteúdo dessa definição.

O que é sintaxe?

A sintaxe é a parte da gramática que define como as palavras se relacionam quando são enunciadas ou escritas em frases, orações e períodos. Tome como exemplo a construção abaixo:

(1) A Maria ama o João.

Veja que a relação entre as partes dessa construção - 'A Maria', o verbo 'ama' e 'o João' - não é a mesma. O verbo se relaciona com 'A Maria' de um modo diferente do relacionamento que possui com 'o João'.

Além disso, cada um desses nomes próprios trás uma contribuição diferente para a construção. A análise sintática é responsável pela identificação de cada uma dessas partes com relação ao todo.

Para realizar essa análise, é importante ter em mente que existem dois tipos de construção que devem ser levados em consideração: a oração e o período.

Oração é um enunciado que se organiza em torno de um verbo, de modo que seja possível dividi-lo em 'sujeito' e 'predicado'.

Por sua vez, o período é uma frase que é organizada em uma ou mais orações. Isto é, no período, está pressuposto de que há um ou mais sujeitos e predicados.

Frase é um conceito que não exploraremos a fundo neste texto, mas é importante saber que se trata da unidade mínima de comunicação capaz de fazer sentido. Para se comunicar, nem sempre é necessário dizer mais que uma palavra, como é possível observar no exemplo abaixo:

(2) Não!

Se a frase em (2) for dita a uma criança que está prestes a colocar o dedo em uma tomada, a criança entenderá o que a pessoa enunciando a construção quer dizer. Portanto, a comunicação é completa e tem sentido.

Na análise sintática, uma vez que o interesse está no relacionamento entre as palavras em orações e períodos, a presença do verbo é importante e, apesar de orações e verbos serem frases, nem toda frase é analisada.

Por esse motivo, o foco da análise sintática está na oração e no período, que são estruturas em que as palavras se articulam de maneira mais simples ou complexa.

A análise sintática da oração

Os termos essenciais da oração são dois: sujeito e predicado. É possível definir sujeito como a pessoa ou entidade sobre quem se faz uma declaração, enquanto o predicado seria o pedaço da oração em que se faz alguma afirmação a respeito do sujeito.

(3) A Maria quer beijar o João.

Na construção (3), temos que a pessoa sobre a qual a oração está falando é 'A Maria'. O predicado é a afirmação que se faz sobre ela, ou seja, que 'quer beijar o João'. Uma vez que os sujeitos e predicados não são sempre os mesmos, existem definições classificatórias que deve-se ter em mente na hora de fazer a análise sintática da oração.

Classificação dos sujeitos da oração:

Classificação dos predicados da oração

A análise sintática do período

Uma vez que o período é composto por uma ou mais orações, os elementos empregados na análise sintática da oração se mantém. Porém, também torna-se necessário analisar como se dá a relação entre períodos principalmente quando há a ocorrência de mais de um período na mesma frase, o que envolve conhecimentos de:

Arquivado em: Português