Megaloblasto

Megaloblasto é uma hemácia de tamanho grande e anormal produzido pela medula óssea, devido à falta de vitamina B12 e ácido fólico no organismo. É encontrado na anemia megaloblástica, um distúrbio do sangue, caracterizado pela presença de glóbulos vermelhos maiores que o normal (megaloblastos), sendo considerada uma anemia rara.

Tanto a vitamina B12 quanto o ácido fólico são extremamente importantes para a síntese de DNA e responsáveis pela eritropoese (formação de hemácias). A carência desses dois fatores causa um defeito na síntese de DNA, contribuindo para o desequilíbrio no crescimento e divisão celular.

Este tipo de distúrbio causado pela anemia megaloblástica geralmente é encontrado em bebês amamentados por mães que possuem carência de vitamina B12 ou mesmo em crianças com deficiência congênita de proteínas carreadoras de vitamina B12 ou ácido fólico. Apesar da hipovitaminose de B12 ser bem diferente da deficiência de ácido fólico, não existem alterações hematológicas capazes de distinguir um distúrbio do outro.

A carência de vitamina B12 no organismo esta associada com a baixa ingestão e absorção inadequada dessa vitamina. Encontrada em verduras e carnes, a vitamina B12, normalmente é absorvida no íleo. Porém, para que a vitamina B12 seja absorvida corretamente pelo organismo, deve combinar-se com o fator intrínseco, uma proteína produzida no estômago, que depois transporta a vitamina até ao íleo e a ajuda a atravessar a sua parede e a passar para o sangue. Sem o fator intrínseco, a vitamina B12 permanece no intestino e é excretada na matéria fecal.

Também conhecido por vitamina B9, o ácido fólico está presente em vários grupos de alimento, tais como: em vísceras de animais, verduras de folha verde, legumes, frutos secos, grãos integrais e levedura de cerveja.  Contudo, ele se perde nos alimentos conservados em temperatura ambiente e durante o cozimento. As causas de deficiência incluem: baixa ingestão, má-absorção, entre outras.

Dentre os sintomas que a anemia megaloblástica pode causar no individuo devido à falta de vitamina B12 e ácido fólico, destacam-se:

  • A falta de apetite e astenia
  • Dores na região abdominal, náuseas, enjôos e diarréia
  • Aparecimento de úlceras dolorosas na boca e na faringe
  • Alterações da pele
  • Queda de cabelo
  • Fadiga, indisposição e cansaço
  • Sensação de boca e língua doloridas
  • Em mulheres grávidas pode ocorrer um parto prematuro e/ou a malformação do feto
  • Em crianças, o crescimento pode ser retardado e a puberdade atrasada

O diagnostico deste distúrbio é feito com auxilio de um exame de sangue (hemograma) que vai detectar a anormalidade das hemácias. No tratamento recomenda-se uma boa alimentação rica em nutrientes e principalmente contendo as vitaminas que estão deficientes no organismo.

Referências Bibliográficas:
http://bibliomed.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=15252&ReturnCatID=1819
http://pt.wikipedia.org/wiki/Anemia_megaloblástica
http://pt.wikipedia.org/wiki/Normoblasto

Arquivado em: Sangue