Falcão

Graduação em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2014)

Falcões são aves pertencentes à família Falconidae da ordem Falconiformes, composta por mais de 60 espécies. São aves de rapina de bico curto e curvado, porte pequeno a médio, adaptadas a voos e movimentos rápidos para captura de presas. Ao contrário dos outros rapinantes (gaviões e águias) que matam suas presas com as garras, os falcões utilizam o bico, quebrando a espinha dorsal da presa com o auxílio de um rebordo em forma de dente na mandíbula. Também diferem de seus parentes próximos por apresentarem hábitos predominantemente diurnos. Algumas espécies constroem seus próprios ninhos enquanto outras nidificam em ocos de árvores. Possuem ampla distribuição e cerca de 20 espécies são encontradas em território nacional.

Os falcões que ocorrem no Brasil podem ser divididos em três subgrupos:

Falcões verdadeiros:  Inclui todos os falconídeos que pertencem ao gênero Falco. Suas asas longas e afiladas e cauda curta lhes conferem uma aerodinâmica adaptada a voos rápidos e a execução de manobras ágeis. O falcão-peregrino (Falco peregrinus) é um dos representantes desse grupo. Ocorre em todos os continentes, com exceção da Antártida. É uma ave de plumagem cinzento-azulada no dorso e asas, cabeça preta, bico escuro com base amarela e pernas amarelas. Mede de 38 a 53 cm de comprimento, com uma envergadura de asas de 89 a 119 cm e pesa de 0,6 a 1,5 kg. É capaz de mergulhar no ar com velocidade acima dos 300 km/h. Se alimenta principalmente de aves e pequenos mamíferos.

Falcões-florestais:  Inclui todos os falconídeos florestais do gênero Micrastur. São endêmicos das Américas e só ocorrem em florestas. Com asas curtas e caudas longas, possuem uma aerodinâmica adaptada à caça nas florestas, além de uma excelente audição. O Falcão-relógio (Micrastur semitorquatus) é um dos representantes. Possui cerca de 50 cm de comprimento e plumagem negra nas costas, pescoço e cabeça. As partes inferiores são brancas. Extremamente adaptado à caça de outras aves, utiliza a visão e audição aguçada para detectar a presa. Pode se alimentar de pequenos mamíferos e répteis também. Ocorre nas Américas Central e do Sul.

Caracaras: Inclui os falconídeos da subfamília Caracanine. As espécies deste grupo diferem em quase todas as características dos outros falcões. São aves de hábitos generalistas, não caçam no ar durante o voo, são lentos e podem se alimentar de presas mortas ou frágeis. O Gavião-de-queimada (Caracara plancus), também conhecido como Caracará, é um dos representantes desse grupo. Assemelha-se bastante aos urubus, mede cerca de 60 cm de comprimento e 123 cm de envergadura. É onívoro e um caçador oportunista. Pode caçar lagartos, cobras, roubar filhotes de ninhos de aves e atacar filhotes recém-nascidos de muitos animais, inclusive de mamíferos. Alimenta-se também de carcaça e alguns frutos. Possui ampla distribuição, ocorrendo da Argentina até os Estados Unidos. No Brasil é encontrado nas regiões sudeste e nordeste.

Bibliografia:
http://www.wikiaves.com.br/falconidae
http://www.avesderapinabrasil.com/classificacao.htm

Arquivado em: Aves