Ptolomeu

Por Emerson Santiago
Cláudio Ptolomeu (Ptolemaida Hérmia, Egito, 90 d.C. - Canopo, Egito, 168 d.C.) foi um cientista, astrônomo e geógrafo de origem grega. Nascido no Egito sob domínio romano, é um dos últimos grandes cientistas do mundo helenístico, e autor dos estudos de astronomia mais importantes produzidos antes de Copérnico e Galileu.

O nome Cláudio (Claudius) sugere que provavelmente tinha cidadania romana. A única informação concreta que temos de sua vida é que ele trabalhou em Alexandria entre 120 e 160 d.C., período esse determinado com base em observações astronômicas anotadas por ele. Nessa época, registra várias de suas observações astronômicas. Ptolomeu foi responsável por sintetizar a obra de seus predecessores, estudando não só astronomia, mas também matemática, física e geografia. Criou o sistema cosmológico baseado na teoria geocêntrica de Aristóteles e descrito em "A grande síntese", geralmente citada com o título da tradução árabe, "Almagesto", sua mais conhecida obra (nele, a Terra encontra-se no centro do universo, e em torno dela giram Mercúrio, Lua, Vênus, Sol, Marte, Júpiter e Saturno, além de apresentar seus cálculos sobre a dimensão da Lua e a distância entre ela e o Sol). Tal sistema se tornou um dogma católico e vigorou desde a Antigüidade até a Revolução de Copérnico (1543).

Ptolomeu também desenvolveu trabalhos matemáticos e foi um notável geômetra. Os cronistas antigos mencionam várias obras de sua autoria, hoje desaparecidas, comno por exemplo, "Sobre a dimensão" (Peri Diastaseos, no original em grego), na qual ele procura provar que só pode haver espaço tridimensional, ou Analemma, em que discute detalhes da projeção ortogonal dos pontos da esfera celeste sobre três planos e propõe nova demonstração para o postulado das paralelas de Euclides.

Ele foi o primeiro a tratar da técnica de projeção de mapas, ou seja, a representação de superfícies curvas em um mapa plano. A "Geografia" contém tabelas com enormes listas de lugares e suas coordenadas geográficas, mapas e informações sobre países e seus habitantes. O estudo abrange o mundo conhecido pelos romanos na primeira metade do século II, que se estendia do Oceano Atlântico à China e do Mar Báltico à África Central. Os lugares mais importantes foram definidos em termos de latitude e longitude, o que permitiu a confecção de mapas do ecúmeno, palavra grega que representa o mundo conhecido.

Seu lado astrológico foi retratado no Tetrabiblos, em quatro volumes, onde pregava uma espécie de religião sideral, misturando astrologia, superstições e crendices tradicionais.

Seus dados, embora muitas vezes errados ou inexatos, utilizaram todos os conhecimentos então disponíveis, baseados principalmente nas referências de viajantes e mercadores e no material coligido por geógrafos anteriores, notadamente Marino de Tiro (70-130). Um dos maiores erros de Ptolomeu foi ter adotado um valor incorreto para a circunferência da Terra, calculado por Posidônio de Apaméia (-135/-51), ao invés de utilizar a medida de Eratóstenes (-285/-194), muito mais acurada.

Bibliografia:
Cláudio Ptolomeu. Disponível em http://greciantiga.org/arquivo.asp?num=0508. Acesso em: 10 dez. 2011.
Ptolomeu. Disponível em http://www.algosobre.com.br/biografias/ptolomeu.html. Acesso em: 10 dez. 2011.
Cláudio Ptolomeu. Disponível em http://educacao.uol.com.br/biografias/ptolomeu.jhtm. Acesso em: 10 dez. 2011.