Latitude e Longitude

Graduado em Geografia (UFG, 2017)

Latitude e longitude são descrições locacionais, ou coordenadas geográficas de um determinado lugar no Planeta. Ambas são representadas por linhas imaginárias esboçadas no globo terrestre, e são utilizadas para nos auxiliar a localizar determinados pontos da Terra.

Ilustração das linhas imaginárias de latitude e longitude no globo terrestre. Fonte: NoPainNoGain / Shutterstock.com

Por que existe Latitude e Longitude?

Se localizar sempre foi uma necessidade presente desde os primórdios da humanidade. Para facilitar isso, foram desenvolvidas ao longo do tempo diversas formas de identificação de lugares ao longo da superfície terrestre, com a finalidade de estabelecer referências para o planejamento de rotas, caminhos e a fundação de moradias e pontos fixos.

Atualmente, para saber onde se localiza qualquer ponto do Planeta Terra, como uma cidade, um país, um aeroporto, etc., utilizamos as coordenadas geográficas, que surgem a partir da combinação entre Latitudes e Longitudes, que existem para sistematizar e referenciar uma determinada posição especifica no globo terrestre.

A Linha do Equador

Com o formato quase esférico da Terra com seu achatamento nos pólos, em forma de geoide, o planeta, conforme representado nos mapas, é dividido em duas metades por uma linha horizontal imaginária, chamada de Linha do Equador.

A Linha do Equador está situada em uma igual distância dos dois pólos do planeta, dividindo a Terra em dois hemisférios: o Hemisfério Norte ou Setentrional e o Hemisfério Sul ou Meridional. Nas representações da Terra também existem outras linhas imaginárias – chamadas de paralelos - que estão posicionadas simultaneamente a Linha do Equador, estabelecendo as Latitudes.

Latitude e sua aplicação

As latitudes são medidas em graus, iniciando em 0º na Linha do Equador, até 90º nos polos. Ilustração: NoPainNoGain / Shutterstock.com

A Latitude é a distância, em graus, de qualquer ponto da superfície em relação à Linha do Equador, a principal referência dos paralelos terrestres. Esses paralelos também são linhas imaginárias traçadas em sentido horizontal que circundam o eixo principal da Terra, no sentido leste-oeste ou oeste-leste.

Em relação à distância em graus, a mesma se dá de 0° na Linha do Equador até 90° para o Norte – indo até o Polo Norte ou Ártico - ou 90° para o Sul – em direção ao Polo Sul ou Antártico-. Deste modo, quanto mais próximo do Equador, mais baixo será o grau e a latitude, e quanto mais distante, maior será grau e a latitude.

A latitude além de sua importância no auxílio de localizar pontos no planeta, constitui como influência na existência de zonas climáticas da Terra, em que áreas de baixas latitudes tendem a ter climas mais quentes e áreas mais distantes do Equador – alta latitude - tem a predominância de climas mais frios.

Longitude e sua importância

A longitude é medida em graus, iniciando (0º) e terminando (180º) no Meridiano de Greenwich. Ilustração: NoPainNoGain / Shutterstock.com

A Longitude, semelhante a Latitude, precisa de uma linha de referência, o Meridiano de Greenwich, que está localizado em mapas e no globo terrestre na posição vertical, dividindo o planeta em dois hemisférios: o hemisfério leste ou oriental (em inglês, eastern) e o hemisfério oeste ou ocidental (em inglês, western). Junto com Greenwich, existem os meridianos que são linhas imaginárias presentes de forma vertical sobre o globo terrestre.

Deste modo, a Longitude é a distância, em graus, de qualquer ponto da superfície terrestre até o Meridiano de Greenwich. A medida em graus pode variar de 0° (em Greenwich) até 180° para leste e de 0° até 180° para oeste. Além de Greenwich, existem outros meridianos que cortam o Planeta Terra, utilizados para definir as longitudes.

O antimeridiano que é o meridiano oposto a Greenwich e tem 180 graus de distância, está localizado em uma pequena região da Rússia – no conhecido Estreito de Bering – e em uma das ilhas do arquipélago de Fiji, uma ilha posicionada no Oceano Pacífico.

O Meridiano de Greenwich, além de ser o referencial na determinação de uma longitude de um lugar, também é o marco da definição de um horário-base no planeta que serve de parâmetro para o estabelecimento dos fusos horários.

Deste modo, o Planeta foi dividido em 24 eixos traçados sobre os meridianos do Planeta (12 a leste de Greenwich e 12 a oeste), que representam a alteração de uma hora em relação ao horário-base.

Referências:

BANKER, Mucio Piragibe Ribeiro de. Cartografia: noções básicas. Rio de Janeiro: DHN, 1965.

DUARTE, P. A. Fundamentos de cartografia. 3. ed. Florianópolis: Ed. Da UFSC, 2006. (Série didática)

Localização: coordenadas geográficas. Profs: Edilson Alves de Carvalho e Paulo César de Araújo.

http://www.ead.uepb.edu.br/ava/arquivos/cursos/geografia/leituras_cartograficas/Le_Ca_A08_J_GR_260508.pdf

Arquivado em: Cartografia, Geografia