Geologia

Por Thais Pacievitch
A geologia (do grego geo, terra e logos, estudo) é a ciência que estuda a crosta terrestre, a matéria que a compõe, seu mecanismo de formação, as alterações que está experimentando desde sua origem e a textura e estrutura que sua superfície possui atualmente.

As disciplinas da geologia são:

Cristalografia: é a ciência geológica que se dedica ao estudo científico das estruturas cristalinas. Os métodos cristalográficos se apóiam na análise dos padrões de difração que surgem de uma amostra cristalina ao irradiá-la com um feixe de raios x, nêutrons ou elétrons. A estrutura cristalina também pode ser estudada por meio de microscopia eletrônica.

Espeleologia: é a disciplina que estuda a morfologia das cavidades naturais do subsolo, estas são investigadas, topografadas e catalogadas.

Estratigrafia: é a disciplina da geologia que estuda a interpretação das rochas sedimentares estratificadas, a identificação, descrição, seqüência (vertical e horizontal), cartografia e correlação das unidades estratificadas das rochas.

Geologia do Petróleo: é a combinação de diversos métodos ou técnicas de exploração para selecionar as melhores oportunidades de encontrar petróleo e/ou gás.

Geologia Econômica: encarregada do estudo das rochas a fim de encontrar depósitos de minerais que possam ser explorados pelo homem (mineração).

Geologia Estrutural: Estuda a geometria das formações rochosas e a posição em que aparecem na superfície. Interpreta e entende o comportamento da crosta terrestre perante os esforços tectônicos e sua relação espacial, determinando a deformação que produz e a geometria destas estruturas.

Gemologia: ciência de identificar e avaliar gemas.

Geologia Histórica: estuda as transformações pelas quais a Terra passou desde sua formação (há 4,5 milhões de anos).

Geologia Planetária: também chamada de astrogeologia, trata da geologia dos corpos celestes (cometas, planetas, etc).

Geomorfologia: tem por objeto a descrição e a explicação do relevo terrestre, continental e marinho, como resultado da interferência dos agentes atmosféricos sobre a superfície.

Geoquímica: estuda a composição e o comportamento químico da terra, determinando a abundância absoluta e relativa dos elementos químicos, distribuição e migração dos elementos nas partes que formam a terra (atmosfera, litosfera, hidrosfera e biosfera), utilizando como principais amostras rochas e minerais.

Geofísica: estuda a terra do ponto de vista da física e seu objeto de estudo está formado por todos os fenômenos relacionados com a estrutura, condições físicas e história evolutiva da terra.

Hidrogeologia: estuda as águas subterrâneas no tocante a sua origem, sua circulação, seus condicionamentos geológicos, sua interação com os solos, rochas e pantanais. Seu estado (líquido, gasoso ou sólido), sua captação e suas propriedades (químicas, físicas, bacteriológicas e radioativas).

Paleontologia: é uma sub-disciplina geológica que empresta elementos da biologia para o estudo de seres orgânicos desaparecidos, a partir dos seus restos fósseis.

Petrologia: consiste no estudo das propriedades físicas, químicas, mineralógicas e espaciais e cronológicas das associações rochosas, bem como os processos responsáveis pela sua formação.

Sedimentologia: estuda os processos de formação, transporte e depósito de materiais que se acumulam como sedimentos em ambientes continentais e marinhos, que normalmente formam rochas sedimentares.

Sismologia: estuda os abalos sísmicos e a propagação de suas ondas. A sismologia também estuda os maremotos e os movimentos sísmicos que antecedem os terremotos.

Vulcanologia: estuda os vulcões, a lava, o magma e outros fenômenos geológicos relacionados.