Campo Magnético da Terra

Por Glauber Luciano Kítor
O campo magnético da Terra é como o campo magnético de um gigantesco ímã em forma de barra, que atravessa desde o Pólo Sul até o Pólo Norte do planeta. Mas é importante lembrar que o Pólo Norte Magnético da Terra tem uma inclinação de 11,5° em relação ao Pólo Norte Geográfico. Ou seja, os pólos magnéticos não coincidem com os pólos geográficos. É o que mostra a primeira figura abaixo. Lembremos também que o Pólo Norte Geográfico também é inclinado em relação à linha perpendicular ao plano da órbita da Terra.

“... Note que o pólo norte magnético é, na realidade, um pólo sul do dipolo que representa o campo da Terra. O eixo magnético está aproximadamente na metade entre o eixo de rotação de rotação e a normal ao plano da órbita da Terra...” HALLIDAY (2004) pg.268.

É interessante salientar que os Pólos Norte e Sul determinados geograficamente são na verdade os pontos onde emergem as extremidades do eixo em torno do qual a Terra gira. O Pólo Sul Magnético considerado é o ponto de onde emergem as linhas de campo magnético mostradas na segunda figura, a seguir. E o Pólo Norte Magnético é na verdade o ponto para onde convergem as linhas de campo magnético que emergem do Pólo Sul, conforme representação feita abaixo. No caso de um ímã, o norte é atraído pelo sul. Ou seja, o norte do ímã apontará para o pólo sul do campo magnético do interior da Terra, representado na figura 01 pela extremidade “S” da parte preta da barra.

Esse campo magnético do planeta é percebido e utilizado por diversas espécies de animais, como aves migratórias.

Referências bibliográficas:
HALLIDAY, David,  Resnik Robert,  Krane, Denneth S.  Física 3, volume 2,  5 Ed. Rio de Janeiro:  LTC,  2004.  384 p.