Caqui

Por Marina Martinez
O caqui (Diospyrus kaki L.) é um fruto muito apreciado devido ao seu sabor doce e agradável, por conter alto teor de vitamina A, e grandes quantidades de água em seu interior. Além disto, possui quantidades consideráveis de fibras que são essenciais para regularizar as funções intestinais.

Caqui
Caqui
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Ericales
Família: Ebenaceae
Gênero: Diospyros
Espécie: D. kaki

Este fruto, de origem Asiática, especificamente na China, possui um cálice persistente e bastante desenvolvido. A cor da casca varia em tons de vermelho e amarelo, e sua polpa é geralmente amarelada, mas pode também variar, em função da presença ou não de sementes. O caqui verde é rico em uma substância chamada de tanino, que torna o fruto amargo e adstringente (sensação de prender a língua). O fruto maduro não apresenta acidez e, é rico em amido, açúcares, sais minerais e vitaminas A, B1, B2 e C.

O caquizeiro é cultivado em quase todas as regiões do mundo de clima temperado e subtropical. No Brasil, é encontrado principalmente nas regiões Sul e Sudeste, prevalecendo nos estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e nas regiões do Sul de Minas Gerais. Os caquizeiros são plantas que possuem lento desenvolvimento inicial. A primeira colheita dos caquis geralmente ocorre no terceiro ano após o plantio.

Os caquis podem ser divididos em três tipos: taninoso (Sibugaki), doce ou não-taninoso (Amagaki), e variável. O caqui taninoso representa o grupo de caquis que possuem a polpa sempre taninosa e de cor amarelada, quer os frutos apresentem sementes ou não. O caqui doce compreende os caquis que têm a polpa não taninosa e amarelada, tenham os frutos sementes ou não. Já o caqui variável, inclui as variedades de polpa taninosa e de cor amarelada, quando sem sementes e, não taninosa, parcial ou totalmente, quando apresentam uma ou mais sementes.

 

O período de produção de caqui no Brasil acontece entre os meses de fevereiro a julho, com pico nos meses de abril e maio. A produção do fruto se destina principalmente ao consumo da fruta fresca. Além do consumo natural, o caqui é utilizado para o preparo de caqui-passas e na elaboração de vinagre.

Pesquisadores divulgaram que além de todas as propriedades presentes no caqui, ele também contém antioxidantes, o que torna a fruta uma poderosa arma contra os radicais livres. Assim, consumindo a fruta é possível prevenir doenças como diabetes, aterosclerose e inclusive o câncer, pois estas enfermidades estão ligadas à presença de radicais livres no organismo.

Referências Bibliográficas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Caqui
http://www.todafruta.com.br/todafruta/institucional.asp?menu=174
http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/medicina-e-saude/caqui-um-aliado-da-saude/?searchterm=Caqui,%20um%20aliado%20da%20sa%C3%BAde