Mar Egeu

Recebe o nome de mar Egeu o braço do mar Mediterrâneo localizado entre a Grécia e a Turquia, a sudeste do continente europeu. Cobrindo uma área de aproximadamente 214,000 km² (tamanho um pouco maior que a do estado do Paraná), o Egeu está ligado a norte ao mar de Mármara e ao Mar Negro pelos estreitos de Dardanelos e Bósforo, e ao sul pelo Mar Jônico. Ao largo da costa do nordeste de Creta o mar atinge uma profundidade máxima de 3.294 m (cerca de 10.000 pés). São partes componentes do Egeu o mar de Creta, ao sul, e o mar Trácio, ao norte, e dentro de suas águas estão as chamadas Ilhas do Mar Egeu, que somam ao todo mais de três mil, destacando-se em sua periferia sul as ilhas de Rodes e Creta (a maior em tamanho, encontrando-se quase que equidistante de Grécia e Turquia). A região é ainda considerada local de desenvolvimento das mais antigas civilizações europeias (os povos micênicos e minoicos, ou então egeus), que tiveram seu apogeu por volta de 3000 a 1100 a.C.

Mapa do Mar Egeu. Fonte: CIA / US Congress Library.

Mapa do Mar Egeu. Fonte: CIA / US Congress Library.

São os principais portos do Egeu as cidades de Iráclio (Heraklion, em Creta, Grécia), Pireu, Salonica e Alexandrópolis (na Grécia continental) e Izmir (ou Smirna, na Turquia), num ambiente marcado pelo tráfego constante de navios de cruzeiro, ferries regionais e aerobarcos. O porto de Pireu é o indicado para se viajar entre todas as ilhas gregas, qualquer que seja a distância. Sua importância como rota de transporte e comercial já vem de longa data, pois os terrenos vizinhos são todos montanhosos e de tráfego difícil, sendo mais cômodo a navegação pelo Egeu para se atingir o norte do Mediterrâneo. Por isso mesmo, o controle deste tem sido a causa de guerras desde o início da ocupação humana da região.

Na antiguidade, as ilhas foram povoadas pelos gregos, bem como grande parte da península da Anatólia, onde se estabeleceu o Império Turco Otomano (atual Turquia). Por volta de 1820, todo o litoral e ilhas do mar Egeu pertencia ao Império Otomano, mas, desde então, a costa ocidental, bem como praticamente todas as ilhas passaram gradualmente à Grécia independente, o que constituiu uma causa de ressentimento turco. Duas ilhas, Imroz (em grego, Imbros) e Bozcaada (em grego, Tenedos), ainda permanecem sob controle turco. A Grécia entende que o Egeu é seu mar territorial, o que acende as disputas com a Turquia, que busca na área a extração de minerais bentônicos. A disputa ficou ainda mais séria a partir de 1970, quando se descobriu petróleo no fundo do mar, a leste de Tasos.

Bibliografia:
CLARK, John R. Aegean Sea (em inglês). Disponível em: < http://www.encyclopedia.com/topic/Aegean_Sea.aspx >. Acesso em: 13 out. 2012.
Aegean Sea (em inglês). Disponível em: <http://www.worldatlas.com/aatlas/infopage/aegeansea.htm >. Acesso em: 13 out. 2012.

Arquivado em: Hidrografia