Soneto

Por Emerson Santiago
É denominado soneto o gênero lírico de origem italiana. Seu nome deriva do termo franco-provençal "sonet", diminutivo de "suono" (som, melodia), que por sua vez, tem origem na palavra latina "sonus". Sua criação é geralmente atribuída a Francesco Petrarca, humanista do século XIV, mas hoje já se sabe que tal forma é pelo menos um século mais antiga, já praticada por Giacomo de Lentino (1210 - 1260). Embora controversa, a teoria mais aceita atualmente é que de Lentino tenha elaborado uma forma estilizada baseando-se na poesia popular de sua terra, a Sicília. O soneto é composto por dois quartetos e dois tercetos, ou seja, quatro estrofes (conjuntos de versos), sendo que as duas primeiras devem conter quatro versos e as duas últimas três, num total de catorze versos. No soneto dito petrarquiano ou regular, as rimas estão organizadas  em abba abba cdc (cde) dcd (cde), mas já no período do Renascimento, diversas variações estavam em prática.

O primeiro ponto importante da estrutura do soneto é a métrica. Cada um dos catorze versos devem possuir a mesma métrica, o que significa que devem apresentar o mesmo número de sílabas poéticas. O soneto é composto geralmente por dez sílabas poéticas em cada verso, mas alguns apresentam versos de doze sílabas poéticas, os chamados dodecassílabos ou alexandrinos.

O próximo ponto na composição do soneto é a ordem em que os versos apresentam rimas, ou o posicionamento das rimas. Para os quartetos, são três as formas principais de posicionamento:

  • rimas entrelaçadas ou opostas – abba - o primeiro verso rima com o quarto, e o segundo com o terceiro.
  • rimas alternadas – abab – o primeiro verso rima com o terceiro, e o segundo rima com o quarto.
  • rimas emparelhadas – aabb - o primeiro verso rima com o segundo e o terceiro rima com o quarto.

Finalmente, outro conceito que é tratado dentro de um soneto é a sonoridade, ou seja, o posicionamento das sílabas tônicas (ou fortes) em cada um dos versos. Uma vez combinadas, tais sílabas fazem com que o soneto assuma uma dinâmica melódica, aproximando-se da melodia de uma canção.

Sob esse aspecto, o verso decassílabo recebe duas classificações:

  • heróico - trata-se do decassílabo com sílabas tônicas nas posições 6 e 10.
  • sáfico - é o decassílabo cujas sílabas tônicas se encontram nas posições 4, 8 e 10.

Já o verso dodecassílabo possui como única característica as sílabas tônicas na sexta e na décima segunda sílabas.

Bibliografia:
TRANCOSO, Bernardo. Como escrever um soneto. Disponível em: <http://www.sonetos.com.br/escrever.php>. Acesso em: 11 nov. 2012.
Estrutura de um soneto. Disponível em: <http://oficioliterario.com.br/2007/12/09/estrutura-de-um-soneto/>. Acesso em: 11 nov. 2012.