Hortaliças

Por Marina Martinez
As Hortaliças são grupos de vegetais cultivados em horta, onde partes como raízes, caules, folhas, flores, frutos e sementes, são consumidas pelos humanos como alimento.

Quanto a sua forma de consumo, as Hortaliças classificam-se em:

Hortaliças tuberosas

Neste tipo de hortaliças as partes consumidas crescem dentro do solo. Fazem parte deste grupo os bulbos como a cebola e o alho, tubérculos como cará e batata-doce, raízes tuberosas como as cenouras e beterrabas, e rizomas como os inhames.

Hortaliças herbáceas

Esta classificação de hortaliças compreende vegetais cujas partes consumidas estão acima do solo. Fazem parte deste grupo as folhas de alface, almerão, taioba, repolho; talos e hastes de aipo, aspargos e funcho; e flores como a couve-flor, alcachofra e brócolis.

Hortaliças-fruto

Nesta categoria de hortaliças, compreendem vegetais cujas partes aproveitáveis para o consumo são os frutos. Fazem parte deste grupo de hortaliças as melancias, os quiabos, as ervilhas, os pimentões, os tomates, os jilós, entre outros.

Uma classificação muito utilizada é a que dividem as hortaliças em dois grupos de verduras e legumes, sendo denominadas verduras as partes comestíveis de vegetais como folhas, flores e hastes. E legumes são vegetais que as partes consumidas e apreciadas são os frutos, as sementes e partes que crescem no solo como a mandioca.

O consumo de hortaliças é indispensável na alimentação dos seres humanos, pois são alimentos reguladores que tem como características serem fontes de vitaminas, minerais, nutrientes que mantém o equilíbrio do organismo e ajudam para seu pleno funcionamento.

Hortaliças como cenoura, abóbora, almeirão, brócolis, entre outros são fontes de Vitamina A, essencial para a visão e manutenção da pele. Os espinafres, couves, pimentão verde, entre outros, são ricos em Vitamina C, responsáveis pelo combate às infecções e no processo de cicatrização.

Além de todas as vitaminas e minerais presentes nas hortaliças, existe uma série de compostos bioativos presentes nestes vegetais que auxiliam no combate e prevenção de doenças. Como exemplo o licopeno (pigmento vermelho) presente no tomate, na melancia, etc., possui propriedades anticancerígenas e atuam como antioxidantes.

As fibras que são fundamentais para proteger a flora intestinal, ajudar eliminar toxinas, e uma série de outros benefícios, estão presentes nas hortaliças também.

Referências Bibliográficas
http://ww2.prefeitura.sp.gov.br/arquivos/secretarias/meio_ambiente/publicacao/02.pdf
http://www.sonutricao.com.br/conteudo/guia/hortalicas.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hortaliça

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.