Alegoria

Por Maíra Althoff De Bettio
Alegoria é uma figura de linguagem que está dentro do que se classifica como figura das palavras, ou seja, relaciona-se a semântica, é encontra seu significado dentro das abstrações. De acordo com o dicionário Aurélio: “Simbolismo concreto que abrange o conjunto de toda uma narrativa ou quadro, de maneira que a cada elemento do símbolo corresponda um elemento significado ou simbolizado”, isto é, além de servir como figura de linguagem para textos, bastante comum em fábulas e parábolas, cabe também a obras de arte.

Em muitos casos, lições de moral são utilizadas como forma de alegoria, pois elas representam situações a partir de artifícios que significam alguma coisa por meio de outras coisas. A própria construção etimológica da palavra alegoria, que vem do grego allegoría, identifica sua função que significa, “dizer o outro”.

Apesar de se parecer com a metáfora, diferenças e discussões existem acerca delas. Alguns estudiosos defendem a proximidade de ambas e outros pesquisadores discordam. Na turma dos que encontram ligações está Quintilano, que afirma que alegoria é “metáfora continuada que mostra uma coisa pelas palavras e outra pelo sentido”. Mas resumidamente, a metáfora adequa-se a termos isolados, enquanto a alegoria diz respeito ao texto na íntegra.

Além da metáfora, a alegoria também confunde-se com símbolo, porém, suas diferenças encontram-se no que diz respeito ao significado imediato ou não. Enquanto no símbolo a compreensão é direta e imediata, na alegoria necessita-se de um esforço intelecto para que o objeto em questão – obra de arte ou texto – seja entendido.

A Bíblia é um grande exemplo que está repleto de alegorias, como em: “Tu os sustentas com pão de lágrimas, e lhes dás a beber lágrimas com abundância”. Jesus Cristo, inclusive, ensinava seus discípulos a partir delas. Além do livro sagrado, existem ditos populares bastante famosos que exemplificam a figura de linguagem em questão, como: “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”; que literalmente identifica a perseverança, persistência das pessoas e outros significados que podem ser atribuídos de acordo com o leitor e/ou ouvinte. Um outro exemplo bastante funcional é a dupla luz/trevas, que respectivamente representa bondade/maldade.

Nas obras de arte, a alegoria encontra-se nas representações que requerem o pensamento intelectual, como é o caso de uma mulher de olhos vendados que representa justiça. Nas artes visuais, a alegoria encontra-se desde a Grécia até na Arte Contemporânea, passando também pelo Renascimento, além do Modernismo e Arte Colonial Brasileira. Como exemplo de obra de arte com alegoria pode ser citada a pintura Moema (1866), de Victor Meirelles, recheada de características indígenas, que representam o povo.

Fontes:
Dicionário Aurélio
http://www.bibliaonline.com.br/acf/sl/80
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alegoria
http://www2.fcsh.unl.pt/edtl/verbetes/A/alegoria.htm
http://cursodeportugues.blogarium.net/figuras-de-linguagem-alegoria/
http://www.itaucultural.org.br/aplicExternas/enciclopedia_IC/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=3819