Orangotango

Graduada em Ciências Biológicas (USU, 2009)

Os orangotangos fazem parte do grupo de Primatas, apresentam características de anatomia, fisiologia e comportamental bem similar aos humanos. Devido a essas concordâncias, a sua classificação científica é bem próxima à do homem chegando a igualmente fazer parte da mesma família, os Hominídeos. Acredita-se que o ser humano e os macacos vieram de um mesmo ancestral, e não evoluíram deles como comumente é dito.

  • Domínio: Eukaryota
  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Mammalia
  • Infraclasse: Placentalia
  • Ordem: Primates
    • Subordem: Haplorrhini
      • Infraordem: Simiiformes
        • Parvordem: Catarrhini
  • Superfamília: Hominoidea
    • Família: Hominidae
      • Subfamília: Ponginae
  • Gênero: Pongo

As principais características visuais presentes no orangotango são: não possuem cauda, pelos avermelhados, finos, compridos e abundantes, face sem pelos e negra, as patas traseiras são relativamente fracas, mas os membros dianteiros e as mãos são grandes e fortes. Os adultos possuem bochechas proeminentes, principalmente os machos mais velhos.

Orangotango de Bornéu (Pongo pygmaeus wurmbii). Foto: Por Sergey Uryadnikov / Shutterstock.com

Segundo maior primata, os orangotangos habitam as ilhas da Indonésia, pode ser encontrado nas florestas presentes nas Ilhas de Sumatra e Bornéu, possuem atividades diurnas e podem ser vistos em árvores a vários metros de altura. Quando se sentem ameaçados são perigosos. Os indivíduos que vivem na ilha de Sumatra raramente descem ao solo, evitando serem predados pelos tigres que também estão presentes nesta ilha. Não descer ao solo diminui a disponibilidade de alimento e estes animais chegam a medir 1,5 metro. Enquanto os macacos que vivem em Bornéu não possuem problemas com tigres, já que não estão presentes na ilha e por isso, seu tamanho chega a 1,85 metro em média. Acredita-se que a diferença entre a estatura destes dois grupos seja devido a menor incidência de alimento disponível em Sumatra quando comparados com Bornéu. É possível encontrar animais maiores, porém apenas os que vivem em cativeiro que devido a alimentação constante passam a ser também mais robustos.

Os orangotangos são animais sociais que vivem em bandos, sendo os machos menos sociais e unindo-se ao bando apenas no período de acasalamento que ocorre uma vez por ano. Diferente da maioria, no grupo dos orangotangos, a líder é uma fêmea, mas esta não exerce a mesma liderança vista em chimpanzés e gorilas. Tudo que o grupo conseguir de alimento será divido entre todas de forma igual, exceto quando houver filhotes, onde a alimentação será preferencial para eles. A alimentação consiste basicamente em frutas, folhas, sementes, ovos e pássaros jovens.

A gestação dura 227 a 275 dias e geralmente nasce apenas 1 filhote que alguns dias após o nascimento irá se prender nos pelos da mãe enquanto ela se locomove. O filhote será alimentado por todas as fêmeas do grupo antes mesmo delas comerem. Os filhotes tornam-se adultos por volta dos 10-12 anos e chegam a maturidade sexual pouco antes disso. Os machos abandonam o grupo quando adultos e as fêmeas podem se aderir ao grupo atual ou formar um novo grupo.

Os orangotangos são primatas que desenvolveram habilidades para manusear ferramentas, porém raramente é visualizado um indivíduo utilizando tais utensílios. Os outros três grupos que utilizam ferramentas são: o homem, o gorila e o chimpanzé.

Os orangotangos estão ameaçados de extinção, principalmente, devido às atividades humanas que desmatam as florestas e diminuem as chances de encontrar alimento.

Referências bibliográficas:

OSORIO, Georgina. Enciclopedia Vida Na Terra – Primatas. Editora Impala, 2010.

LEHMAN, Shawn M. Primate Biogeography – Progress and Prospects. Editora John G Fleagle, 2006.

Arquivado em: Mamíferos