Balanço hídrico

Mestre em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais (UFAC, 2015)
Graduada em Ciências Biológicas (UFAC, 2011)

A água do planeta está em constante movimento, variando quanto a sua distribuição e estado físico através de um processo denominado ciclo hidrológico. O balanço hídrico é uma ferramenta que auxilia no entendimento dos processos envolvidos no ciclo hidrológico de uma região através da quantificação das entradas e saídas de água de um sistema em um determinado intervalo de tempo, o resultado é a quantidade de água que permanece neste sistema. Este balanço pode ser determinado para um trecho do rio, uma camada do solo, uma bacia hidrográfica ou sistemas de abastecimento de água.

Foto: Coy_Creek / Shutterstock.com

Como meios de entrada de água no solo pode-se considerar a precipitação, a irrigação e outras variáveis mais difíceis de serem quantificadas como o orvalho, escorrimento superficial, drenagem lateral e ascensão capilar. As saídas de água são representadas pela evapotranspiração, escorrimento superficial, drenagem lateral e drenagem profunda. Assim, a diferença entre a quantidade de água que entra no sistema e a quantidade de água que sai é igual à variação de armazenamento de água neste sistema. Portanto, a equação geral do balanço hídrico pode ser expressa da seguinte forma:

E – S = ∆A

Em que: E = entrada de água, S = saída de água e ∆A = variação de armazenamento de água no sistema.

O balanço hídrico pode ser calculado em escala diária, semanal, mensal ou anual. A escolha da escala depende da finalidade da pesquisa. Os principais componentes para definir o balanço hídrico de um determinado local são: precipitação (P), evapotranspiração potencial (ETP), evapotranspiração real (ETR), armazenamento de água no solo (ARM), deficiência hídrica (DEF) e excedente hídrico (EXC).

A precipitação representa toda a água depositada sobre a superfície terrestre proveniente da atmosfera, a evapotranspiração potencial representa a quantidade de água transferida para a atmosfera por evaporação e transpiração de uma superfície coberta de vegetação de porte baixo e bem suprida de água em um determinado período de tempo, enquanto a evapotranspiração real é a quantidade de água transferida por evaporação e transpiração nas condições reais existentes de fatores atmosféricos e umidade do solo. O armazenamento de água no solo indica a quantidade de água retida no solo no período de tempo considerado. A deficiência hídrica é a situação na qual a saída de água em um ambiente é maior que a sua retenção. O excedente hídrico é a quantidade de água que não é aproveitada pelas plantas, isso ocorre quando o solo já está úmido o suficiente.

O balanço hídrico é uma ferramenta importante que pode ser utilizada para diversos fins, como: classificar o clima de uma região, identificar os períodos secos (deficiência hídrica) e úmidos (excedente hídrico) de uma determinada região utilizada para a agricultura, identificar os melhores períodos para colheita, irrigação, manejo do solo, entre outras práticas, estimar o potencial hídrico de uma região, determinar as perdas de água em um sistema de abastecimento, descrever o comportamento hidrológico das bacias hidrográficas e estimar a evaporação de lagos e represas. Portanto, a determinação do BH contribui para a racionalização e planejamento do uso dos recursos hídricos.

Mas determinar o balanço hídrico geralmente é uma atividade complexa. Existem diversos métodos para o cálculo do balanço hídrico, cada um com uma finalidade principal, que varia de acordo com o que está sendo avaliado. Este cálculo pode ser realizado utilizando diversas equações matemáticas e programas computacionais. Os pesquisadores estão sempre buscando novas formas e modelos para determinar o BH.

Referências:

Carvalho, H. de P. et al., Balanço hídrico climatológico, armazenamento efetivo da água no solo e transpiração na cultura de café. Bioscience Journal, Uberlândia, 27 (2), 2011.

Righetto, Antonio Marozzi. Hidrologia e Recursos Hídricos. São Carlos: Escola de Engenharia de São Carlos-USP, 1998, 819 p.

Arquivado em: Ecologia