Promécio

O promécio é um elemento radioativo, pertencente a série dos lantanídeos, é um metal mole de coloração cinza, seus sais possuem uma coloração luminescente, geralmente azul e verde em virtude da radiação emitida, seu nome é oriundo do nome do deus grego “Prometeu”, que segundo a mitologia foi quem roubou o fogo dos céus.

As pesquisas que tem o intuito de encontrar o metal na crosta terrestre, não e tem sido satisfatórias, e concluiu-se que este elemento está completamente ausente na superfície terrestre, sendo somente obtido através de sínteses laboratoriais, por que assim como o tecnécio, o promécio não possui isótopos estáveis com meia-vida bastante curta que alcançam no máximo 17 anos.

A descoberta do promécio iniciou-se no ano de 1902 quando Branner suspeitou da existência de um elemento intermediário entre o neodímio e o samário, sendo confirmada por Moseley em 1914. A partir daí iniciou-se uma série de pesquisas na tentativa de obter o metal, a mais significativa talvez tenha sido a da “Ohio State University”, onde os pesquisadores envolvidos bombardearam o núcleo do praseodímio e do neodímio com nêutrons e partículas alfa oriundas do deutério obtendo o elemento massa atômica 145u e numero atômico 61. Embasados no experiemento, Wu, Bethe e Segre confirmaram a produção do elemento porém não possuíam uma prova química em função da dificuldade de separação dos elementos de transição interna.

Quando no ano de 1945 os cientistas Marinsky, Glendenin, Coryell confirmaram a existência do elemento com a obtenção  através de  bombardeio do urânio com nêutrons de neodímio identificando-o por cromatografia de troca iônica, obtendo a prova química da existência do elemento, ao passo em que a descoberta deste fora-lhe atribuída.

Propriedades Físico-Químicas

  • Símbolo Químico: Pm
  • Número Atômico: 61
  • Massa Atômica: 145 u
  • Ponto de fusão: 1042ºC
  • Ponto De Ebulição:3000ºC
  • Nox: Pm+3
  • Configuração Eletrônica: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d104p6 5s2 4d10 5p6 6s2 4f5

Quimicamente

Apesar de pouco conhecimento das propriedades químicas do promécio sabe-se que ele é um metal reativo e logo que exposto ao ar reage vigorosamente com o O2 formando óxido de promécio Pm2O3, existem cerca de 30 compostos de promécio conhecidos e sua distinção se dá pela emissão de luzes coloridas que vão do azul ao verde pálido, em virtude da emissão de radiação. O promécio deve ser manuseado com extremo cuidado em virtude de sua alta temperatura oriundo de sua alta taxa de decaimento e emissão radioativa. O promécio é um metal tóxico e radioativo, que é letal em baixa concentração. Até o momento as pesquisas não apontam nehuma função biológica para o elemento.

Utilização

O promécio é aplicado como emissor de raios beta, em medidores de espessura, esses raios quando absorvidos pelo fósforo e seu compostos produzem luz. Essa luz é utilizada em dispositivos para operações de medição precisa e em baterias de propulsão nuclear que captam a luz emitida através de células fotovoltaicas, transformando-a em energia elétrica. As pesquisas têm demonstrado que o promécio promete ser uma excelente fonte de energia e de raios-x para um futuro próximo.

Bibliografia:
http://periodic.lanl.gov/61.shtml
http://www.rsc.org/chemsoc/visualelements/pages/data/promethium_data.html
http://www.vcs.ethz.ch/chemglobe/ptoe/
http://www.iupac.org/reports/periodic_table

Arquivado em: Elementos Químicos