Tempo e clima

Especialista em Geografia do Brasil (Faculdades Integradas de Jacarepaguá, RJ)
Mestre em Educação (Estácio de Sá, 2016)
Graduado em Geografia (Simonsen, 2010)

Qual é a diferença entre tempo e clima?

Não é incomum que ouçamos as palavras tempo (no sentido meteorológico) e clima sendo usadas como sinônimos, ou ao menos como palavras que teriam sentidos intercambiáveis entre si. Sem falar em usos inapropriados dos termos, por exemplo, após presenciar uma discussão fica aquela situação desconfortável para as partes envolvidas e para quem está assistindo e por vezes as pessoas dizem que esse desconforto geral seria um “clima ruim” como se fosse algo permanente. Portanto, se fosse para utilizarmos a metáfora ambiental para as relações humanas, então deveríamos utilizar a expressão “O tempo ficou ruim” ou “O tempo está ruim” dada a momentaneidade deste desconforto nas relações humanas.

A diferença entre tempo e clima é fácil de ser percebida através das próprias palavras, sendo a palavra tempo justamente essa noção de temporariedade, transitoriedade, algo que ocorre durante um determinado momento e que depois se altera. Assim, o tempo meteorológico nada mais é do que a situação meteorológica de um determinado local em um determinado instante e que se alterará em breve. No momento está chovendo, porém não vai ficar chovendo por um longo período e portanto dizer se vai chover ou fazer sol, se vai esfriar ou esquentar, tudo isso é falar sobre o tempo.

Porém, o clima é algo estável, duradouro. A origem da palavra clima está no grego Klima que significa uma declive. Sim, os gregos antigos acreditavam que havia uma declive que afastava certas regiões do mundo e portanto mudava o seu clima. Por isso, o clima é algo que não dá para mudar tão facilmente. Especialmente, considerando que nos dias atuais entendemos que um dos principais fatores climáticos é a latitude (se determinado local está localizado mais próximo do Equador ou dos polos da Terra), aliado com outros fatores como maritimidade ou continentalidade, altitude do local em relação ao nível do mar, sendo todos esses fatores de grande estabilidade e que não são alterados de repente.

Em algumas escolas se ensina ao aluno a cruzar a zona climática (intertropical, Temperada, Polar), com a altitude e a maritimidade/continentalidade para descobrir o clima. Ex.: Na Zona Intertropical, o clima é tropical, se for em um local com altitude muito elevada em relação ao nível do mar, então será tropical de altitude. Se o local for próximo ao mar/oceano será o clima tropical litorâneo, se for distante será o clima tropical continental. Apesar de ser um método imperfeito, já que desconsidera alguns climas e outras variáveis para a determinação do clima.

A ciência que estuda os climas é a climatologia, enquanto que a ciência especializada no tempo, famosa pelas previsões do tempo que aparecem diariamente nos jornais, é a meteorologia. São ciências que dialogam entre si, porém possuem atribuições e métodos diferentes uns dos outros.

Referências:
https://www.agrosmart.com.br/blog/diferenca-entre-clima-tempo/
Atlas Geográfico Escolar do IBGE (4ª edição)
http://veja.abril.com.br/blog/sobre-palavras/do-klima-ao-clima/

Arquivado em: Clima, Meteorologia