Zonas Climáticas da Terra

Licenciada em Geografia (UFG, 2003)

O planeta Terra tem uma forma aproximadamente esférica. Por isso, os raios solares não incidem da mesma maneira e com a mesma intensidade, em todos os pontos do nosso planeta. Esse é um dos fatores mais significativos na determinação da localização dos diferentes tipos de climas e da distribuição da temperatura sobre o globo.

Com a intenção de identificar as regiões que apresentam semelhanças na incidência dos raios solares, o globo terrestre foi dividido em cinco Zonas Climáticas ou Zonas Térmicas. Para isso utilizamos as linhas imaginárias (paralelos) que dividem a Terra em: zonas polares, temperadas e intertropical. A distância entre esses paralelos é medida em graus, que partem do Equador, em direção aos pólos.

O Equador é o paralelo 0º e vai aumentando à medida que se distancia em direção aos polos até atingir 90º, para norte ou para sul. Há também outros paralelos que devemos conhecer, pois são essenciais para entender as zonas climáticas ou zonas térmicas terrestres. São eles:

Linhas imaginárias

  • Círculo Polar Ártico – 66° N (está localizado no paralelo 66° de latitude norte)
  • Trópico de Câncer – 23° N (está localizado no paralelo 23° de latitude norte)
  • Trópico de Capricórnio – 23° S (está localizado no paralelo 66° de latitude sul)
  • Círculo Polar Antártico – 66° S (está localizado no paralelo 66° de latitude sul)

Latitude: é um dos fatores climáticos, que exercem influência sobre o clima. É a distância em graus de qualquer ponto da superfície terrestre em relação à linha do Equador. Varia de 0 a 90 graus, para norte ou para sul.

As linhas imaginárias - principais latitudes. Ilustração: Sakurra / Shutterstock.com

Zonas climáticas

Zona polar ou glacial (sul e norte)

Região que está localizada do Círculo Polar Ártico até o ponto 90º no polo Norte e do Círculo Polar Antártico até o paralelo/ponto 90º Sul. Nas zonas polares, os raios solares incidem de forma muito inclinada e com baixa intensidade. A radiação solar atinge a superfície sempre próxima do horizonte: pouco acima ou abaixo desta linha. São as regiões menos aquecidas e apresentam as mais baixas temperaturas do planeta. Predomina o Clima Polar.

Na zona polar, em função do eixo de inclinação da Terra há uma grande variação na distribuição dos períodos de duração do dia claro e da noite. Há períodos longos de noite e de dia, que ocorrem respectivamente nas estações do verão e ao inverno.

Sol da Meia-noite e Noite Polar - nas zonas glaciais ou polares ocorrem dois fenômenos interessantes: o Sol da Meia-noite no verão e a Noite Polar ou Noite Eterna no inverno. No extremo verão, o sol pode ficar meses sem se por, apenas percorrendo o horizonte: é o Sol da Meia Noite. Já no extremo inverno o sol não atinge a linha do horizonte e por vários dias o sol não nasce, acontecendo assim a Noite Polar.

Zona temperada (sul e norte)

Localizadas entre o Trópico de Câncer e o Círculo Polar Ártico no hemisfério Norte e entre o Trópico de Capricórnio e o Círculo Polar Antártico no hemisfério sul, portanto em latitudes médias. Recebem a incidência dos raios solares de forma mais direta no verão e mais inclinada no inverno. Essa particularidade provoca quatro estações do ano bem definidas, cada qual com suas especifidades. Enquanto é inverno no norte, é verão no sul. São típicos dessa faixa os climas: Frio, Temperado, Subtropical e Mediterrâneo.

Zona intertropical

Está localizada entre o Trópico de Câncer e o Trópico de Capricórnio. Os raios solares atingem esta região de forma quase perpendicular à superfície, com grande intensidade. Apenas dentro desta faixa é que o sol se posiciona a pino algumas vezes no ano. A incidência dos raios solares é direta, praticamente todo o ano. Em razão desta característica, essa faixa possui as temperaturas mais elevadas do globo terrestre. Os climas típicos dessa faixa são o Equatorial, Tropical, Monçônico, Semi-árido e Desértico.

Fontes:

INTRODUÇÃO AOS CONCEITOS DE TEMPO E CLIMA Glauber Lopes Mariano Faculdade de Meteorologia Universidade Federal de Pelotas - https://wp.ufpel.edu.br/glaubermariano/files/2013/10/Unidade-I-Introdução_elementos_e_fatores.pdf

Conceitos básicos sobre clima e tempo http://w3.ufsm.br/labgeotec/images/pdf/tpico1.pdf

AYOADE, J. O. Introdução à Climatologia dos Trópicos. Rio de Janeiro: Editora Bertrand Brasil, 1991.

Arquivado em: Clima, Geografia