Mar Morto

Mestra em Geografia (Unicamp, 2017)
Bacharela em Geografia (USP, 2014)
Licenciada em Geografia (UEL, 2009)

O Mar Morto é um lago localizado no vale do Rio do Jordão, entre as colinas da Judéia e os Planaltos da Jordânia. O lago está situado sobre a fenda Sírio-Africana, uma imensa falha geológica existente entre a placa tectônica africana e a placa arábica, que se estende desde o Vale do Rift, no Quênia, até a Turquia.

O mar morto encontra-se na mais profunda depressão terrestre, apresentando altitude de 430 metros negativos em relação ao nível do mar. Suas águas banham os território da Cisjordânia, da Jordânia e de Israel e ocupam uma área de 1.020 km², com comprimento máximo de 82 km e largura máxima de 18 km.

Mapa da localização do Mar Morto. Fonte: State.gov

Níveis de salinidade

O Mar Morto é o segundo lago mais salgado do mundo, apresentando uma taxa de salinidade de 35%, ou seja, muito superior a salinidade encontrada nos oceanos, cuja concentração é, em média, 5%. Essa elevada concentração de sal impede que qualquer forma de vida sobreviva por muito tempo no lago.

Essa elevada concentração de sais tem como origem o processo de formação geomorfológico do lago, que no passado possuiu canais de ligação com o Mediterrâneo e o Mar Vermelho, garantindo que desde a sua formação o lago fosse formado por água salobra. O aumento nos níveis de salinidade é decorrente do caráter endorreico da Bacia do Rio Jordão, que deságua no lago.

Como as bacias endorreicas deságuam em lagos localizados no interior do continente, ao longo do tempo, os sais minerais drenados da superfície pela rede hidrográfica vão se acumulando nos lagos que marcam o ponto exutório da bacia. As águas dos lagos endorreicos, entretanto, continuam evaporando, o que leva ao aumento da salinidade ao longo do tempo.

A alta concentração de sal faz com que as águas do Mar Morto apresentem alta densidade. Como água apresenta densidade superior ao corpo humano e de qualquer outro ser vivo, não é possível afundar no Mar Morto, o que representa um atrativo para a prática turística desenvolvida no local.

Na imagem vemos bancos de sal no Mar Morto, que são formados conforme a água do lago evapora, aumentando a concentração de sal e reduzindo a área ocupada pelo lago. Foto: kavram / Shutterstock.com

Aspectos Econômicos

Mineradoras e empresas da indústria química exploram o Mar Morto para extração de sal, potássio, cromo, manganês, cálcio, zinco etc. Essas substâncias são utilizadas na produção de fertilizantes, agrotóxicos, metais, medicamentos e cosméticos.

O turismo é uma importante atividade econômica desenvolvida no lago. Muitas pessoas procuram o mar morto por seus benefícios medicinais.

Questões ambientais

Assim como outros lagos endorreicos da Eurásia, o Mar Morto vem sofrendo com a redução dos níveis de água. Essa redução é resultado da exploração da água do Rio Jordão para irrigação, que reduzem a quantidade de água que o rio deposita no lago.

Com os baixos índices pluviais da região, que ficam abaixo dos 100 mm anuais, tornam o lago sensível à redução dos níveis de água recebido por via fluvial.

Pôr do sol no Mar Morto. Foto: Ido Meirovich / Shutterstock.com

Arquivado em: Oceanografia