Doenças ligadas à falta de saneamento básico

Graduado em Ciências Biológicas (UNIFESO, 2014)

A falta de saneamento básico adequado traz inúmeros prejuízos a saúde, tanto do ser humano quanto as dos animais, que por sua vez, são consumidos pelas pessoas.

A água, solo, lixo e alimentos que tiveram contato com os dejetos dos esgotos causam problemas de saúde ao entrar em contato com a pele, a mucosas e o trato digestório. Além de fornecer ambiente propício para proliferação de alguns animais como algumas espécies de mosquitos e moscas, que são vetores de doenças, vale destaque a diarreia, que é a enfermidade mais ligada à falta de saneamento básico.

Córrego poluído na favela de Rio das Pedras - Rio de Janeiro. A falta de saneamento básico causa o surgimento de vários tipos de doenças na população afetada. Foto: fabiocostafotografia123 / Shutterstock.com

Essas diarreias podem ser causadas por protozoários, vírus e bactérias, que são encontrados no trato intestinal dos doentes, cujas fezes caem em córregos de esgoto à céu aberto. Muitas vezes esses agente patogênicos podem entrar em contato com a boca, em consequência da higiene não adequada e da água (quando a pessoa coloca a mão suja na boca) e de alimentos. Esse tipo de transmissão é chamada de feco-oral. Esse problema gera doenças como as febres entéricas, hepatite A, parasitoses e as diarreias. Outras doenças podem ser ocasionadas, como Febre Tifoide, Febre paratifoide, Cólera, Disenteria bacilar, Peste bubônica, Poliomielite, Salmonelose, teníase, Esquistossomose, Amebíase ou disenteria amebiana, Ascaridíase ou lombriga.

Além de agente patogênicos encontrados na água, efeitos secundários que implicam diretamente na saúde por conta da falta de saneamento básico ocorrem devido a animais que utilizam dessa enorme quantidade de matéria orgânica para se alimentar e reproduzir. Vale lembrar a pandemia causada pela peste bubônica, no qual a falta de saneamento básico interferiu diretamente na proliferação dos ratos, que por sua vez mantinham contato com o agente patogênico presente no esgoto que contaminava mais ratos, a doença chegava através das pulgas para os seres humanos, que picavam os ratos e transportavam a o agente causador entre as espécies. Por ter uma grande quantidade de ratos para se alimentar, as pulgas também conseguiram aumentar o número de seus indivíduos.

Quanto aos vermes, como a tênia - que causa a teníase e pode causar a cisticercose -, e a lombriga também se aproveitam da falta de tratamento da água para a sua reprodução, pois o ciclo de vida desses parasitas consistem em jogar seus ovos em algum ambiente para que depois seus ovos sejam ingeridos por seres humanos.

O rotavírus causa diarreia intensa e é responsável por grande parte das internações hospitalares pelas crianças abaixo de 5 anos de idade, mas não é somente esse vírus que é encontrado nos esgotos, outras doenças gastrointestinais podem ser apresentas por vermes, as verminoses.

O saneamento básico precário impulsiona a reprodução do Aedes aegypti, que é o mosquito causador da dengue, Zika e Chikungunya e outros mosquitos causadores de outras arboviroses. Além da reprodução de moscas que podem transportar várias doenças de um lugar para o outro.

Essas doenças são comuns na população mais carente, que não tem disponibilidade de água tratada. Muitas dessas famílias não possuem filtro em casa e não sabem que ao ferver a água muitas doenças são evitadas. Além disso a disseminação da doença é constante pois ao ter episódios de diarreia a contaminação nas redondezas acontece por falta de tratamento de água e os vizinhos começam a ficar doentes. Outra grande preocupação é nas áreas afastadas onde a água utilizada vem de poços no qual facilmente pode ser contaminada, o ideal é tratar essa água com cloro. Outro agravante pela falta de rede esgoto adequada são as enchentes, que acaba por extravasar água suja contendo grande quantidade de lixo e vários agentes infecciosos colocando em risco a saúde de todos os afetados. Animais domésticos como gatos e cachorros, pessoas adultas e idosos podem sofrer danos por conta da falta de saneamento básico, mas a preocupação é grande ao lidar com diarreias em crianças, pois podem desidratar facilmente podendo levar até a morte.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Arquivado em: Doenças, Saúde