Deuterostômios

Por Débora Carvalho Meldau
Deuterostômio em grego significa: deuteros= posterior e stoma= boca. Dentro desta classificação estão compreendidos vários filos que compartilham de diversos aspectos embrionários semelhantes, como a forma da clivagem, a forma de suas larvas, o desenvolvimento do celoma e, também, pelas aberturas embrionárias que originarão a boca e o ânus.

Os filos que estão compreendidos dentro dessa classificação são:

Existe outro filo que pode pertencer a este grupo, que é o filo Chaetognatha.

O desenvolvimento do zigoto se inicia de forma semelhante tanto nos deuterostômios quanto nos protostômios, através de um aglomerado maciço de células, denominado mórula, sendo que nos deuterostômios as primeiras divisões ocorrem perpendicular ou paralelamente ao eixo polar. Este evento recebe o nome de clivagem radial. O grupo em questão realiza uma clivagem indeterminada, ou seja, as células iniciais são indiferentes, sendo que se as primeiras quatro células forem separadas, cada uma possuirá a capacidade de formar uma larva completa e, caso uma dessas células seja retirada da blástula, as restantes compensarão.

Nos deuterostômios, a folheto embrionário que dá origem ao celoma é o mesoderma, sendo que a primeira abertura embrionária, conhecida como blastóporo, dará origem ao ânus, enquanto que a segunda abertura, dará origem à boca.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Deuterostome
http://www.tiosam.net/enciclopedia/?q=Deuterostômio