Banana

Por Ana Lucia Santana
A banana é um fruto produzido pela bananeira, arbusto semelhante a uma erva, provida de um caule subterrâneo que gera um falso tronco, no qual as folhas se sobrepõem. Da família da Musaceae, do gênero Musa, esta planta dá origem a pseudofrutos que se dispõem na forma de cachos na porção de cima da haste falsificada, e apresentam uma polpa suave, de paladar agradável e adocicado.

Banana
Banana
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Zingiberales
Família: Musaceae
Gênero: Musa

Esta fruta, que provém da região sudeste da Ásia, é hoje o quarto artigo nutricional mais cultivado no Planeta, só perdendo para o arroz, o trigo e o milho. Atualmente 130 nações são responsáveis pelo cultivo deste produto, particularmente as localidades de clima tropical. Pelo menos 10 a 15% da criação global de bananas são destinadas à exportação; estas variedades são as constituídas por uma parte carnuda prazerosa e doce, portanto podem ser digeridas cruas.

O outro espécime revela uma polpa resistente e a casca mais dura e esverdeada; normalmente ele é chamado de banana-pão ou plantain e não está pronto para o consumo. Boa parte da população de áreas tropicais, principalmente as ribeirinhas, se alimentam dele, seja cozido, assado ou frito. Os Estados Unidos e a Europa são os maiores compradores do fruto da bananeira.

Há vários tipos de bananas, mas no Brasil as mais disseminadas são a banana nanica, a banana prata, a banana-terra e a banana-maçã. Cada árvore gera de 5 a 15 porções de banana a cada produção. Aliás, após a coleta dos frutos, o falso tronco morre ou é eliminado, e então um novo caule simulado brota.

Bananeira (Foto: http://www.cepolina.com/freephoto/)

A banana, que ao nascer tem a coloração verde, tem o peso médio de 125 gramas, e é constituída por mais ou menos 70% de água e 30% de substância desprovida de líquido. Ela tem um alto teor de vitamina A, vitamina C, fibras e potássio. Algumas variedades, as silvestres, possuem inúmeras sementes, firmes e grandes, mas a maior parte das bananas que compõem o cardápio nutricional humano são desprovidas de germes.

A banana, embora produzida pela primeira vez no território asiático, também pode ser encontrada em variedades silvestres na Nova Guiné, na Malásia, na Indonésia e nas Filipinas. Recentes descobertas arqueológicas situam a prática deste cultivo entre os anos 8000 a.C. e 5000 a.C., particularmente na Nova Guiné.

A gastronomia mundial adotou a banana como ingrediente indispensável na composição de variados pratos. Além de ser ingerida naturalmente ou cozida, frita e assada, ela compõe igualmente bolos, doces, tortas, sucos, pães, entre outras iguarias. Ao amadurecerem, apresentam a casca amarelecida, na grande parte dos espécimes, ou avermelhadas, o que pode ser notado em um pequeno grupo de bananas.

Fontes:
http://www.suapesquisa.com/frutas/banana.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Banana
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bananeira