Doenças causadas por vermes

Mestre em Ecologia e Recursos Naturais (UFSCAR, 2019)
Bacharel em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2015)

Ouça este artigo:

As verminoses são doenças causadas por vermes parasitas dos filos dos Nematelmintos e Platelmintos (classes Cestoda e Trematoda). Com diferentes modos de transmissão, estas doenças têm em comum o alojamento dos vermes adultos macroscópicos no intestino (maior parte das vezes) ou em outros órgãos (mais raramente). Causam sintomas típicos como dor no abdômen, perda de peso, diarreia, vômito e, em alguns casos, problemas respiratórios e anemia.

Doenças transmitidas por nematelmintos

Os nematoides são vermes tubulares de sistema circulatório ausente, sistema excretor simplificado (canal e poro excretores), respiração realizada por difusão através da cutícula resistente, sistema nervoso organizado em anel nervoso próximo a boca e cordões nervosos percorrendo toda a extensão corporal e sistema digestivo completo, com boca, esôfago, estomago, intestino e anus. São dioicos com dimorfismo sexual, sendo que a fêmea é maior e possui um poro genital no meio do corpo enquanto o macho, menor, apresenta espículas na borda da cloaca, que fica na porção terminal do corpo.

Diferentes espécies de nematoides estão associados a diversas doenças.

O gênero Wuchereria causa filariose (popularmente chamada de elefantíase), condição na qual o verme e seus ovos obstruem os vasos do sistema linfático geralmente nos membros inferiores, causando o aumento descomunal do volume da perna. Penetram o hospedeiro através da ação do vetor Culex, um mosquito.

O gênero Ancylostoma está relacionado com a formação de bicho-geográfico (na qual as larvas penetram na pele e deixam rastros visíveis) e também com a ancilostomose, que pode ocorrer ainda pela infecção através do verme Necator. A ancilostomose, chamada de amarelão, se dá em locais sem saneamento básico, onde há contato direto com fezes e esgoto domiciliar. As larvas penetram ativamente a pele (geralmente no pé) e circulam pela corrente sanguínea ate atingirem o coração, ondem passam por processos de maturação e migrarão para os pulmões. As larvas então são deglutidas, passando pelo estomago e intestino delgado, onde os adultos sexualmente ativos se reproduzem e liberam os ovos que são expelidos junto com as fezes.

Helminto causador da ancilostomose. Foto: CDC.

A doença de maior ocorrência causada por nematoides é a ascaridíase, na qual os ovos do verme Ascaris lumbricoides são ingeridos em alimentos contaminados mal lavados e eclodem no intestino, liberando as larvas que circulam por diversos órgãos durante seu desenvolvimento em diferentes estágios até que os adultos, de volta ao intestino, reproduzam e produzam ovos.

Doenças transmitidas por platalmintos

Já os platelmintos são vermes achatados acelomados, com simetria bilateral. Existem espécies de vida livre e também as parasitarias. Os membros da classe trematóide são dioicos e morfologicamente distintos, com as fêmeas menores habitando o canal ginecóforo dos machos. Possuem ventosas orais e ventrais que auxiliam na fixação no interior de seus hospedeiros. O mais conhecido dos vermes trematoda são os do gênero Schistosoma, causadores da esquistossomose ou barriga-d’água. Seu ciclo de vida complexo envolve a eclosão dos ovos em larvas aquáticas ciliadas que infectam seu hospedeiro intermediário, geralmente gastrópodes (caramujos), onde ocorre a reprodução assexuada de larvas cercarias, capazes de penetrar a pele de seres humanos que frequentem locais contaminados. No intestino humano ocorre a reprodução sexuada entre os adultos, resultando na liberação dos ovos junto com as fezes.

Ciclo de vida do parasita causador da Esquistossomose. Ilustração: Centers for Disease Control and Prevention (CDC) (traduzido por InfoEscola)

Os vermes cestoda, por sua vez, se diferenciam pela existência de segmentação corporal em proglótides, pequenas unidades corporais preenchidas pelas estruturas reprodutoras masculina e feminina e o útero produtor dos ovos. Além disso, possuem aparatos sofisticados de fixação, como ganchos e ventosas na extremidade do corpo. Os vermes do gênero Taenia causam a cisticercose, quando suas larvas habitam a carne do porco (T. solium), ou a teníase, quando o hospedeiro intermediário são os bovinos (T. saginata). É uma verminose que pode evoluir para casos graves envolvendo a presença de larvas no sistema nervoso (neurocisticercose), causando aumento da pressão craniana, dores de cabeça e lesões que eventualmente são fatais.

O ciclo de vida da Taenia solium, causadora da Cisticercose e Teníase. Ilustração: CDC

As principais profilaxias das doenças causadas por vermes estão associadas a hábitos mais higiênicos de vida, como o preparo atencioso aos alimentos (lavagem e cozimento adequado), uso de calçados e evitar o contato com corpos de água desconhecidos e habitar em locais que tenham alguma forma de saneamento.

Referências:

Brusca, R.C. and Brusca, G.J., 2007. Invertebrados (Vol. 2). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Chieffi, P.P. and Amato Neto, V., 2003. Vermes, verminoses e a saúde pública. Ciência e Cultura55(1), pp.41-43.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças, Saúde