Ossos do tronco

Graduação em Fisioterapia (Faculdade da Serra Gaúcha, FSG, 2014)

O tronco é uma das estruturas que mais possuem ossos. No tronco encontramos ossos da coluna vertebral, costelas, esterno, escápula, clavículas e ilíacos. As estruturas do tronco têm como principal função a proteção dos órgãos e manter a estrutura corpórea. Dentre as particularidades, podemos citar:

Anatomia do sistema esquelético: ossos do torso. Ilustração: 3DMI / Shutterstock.com

Coluna vertebral

A coluna possui vinte e seis vértebras articuladas, sendo elas: sete cervicais, doze torácicas, cinco lombares, as vértebras sacrais que são fundidas em uma única estrutura denominada sacro e quatro vértebras coccígeas que também são fundidas em uma única estrutura denominada cóccix. Antes do processo de fusão das vértebras sacrais e coccígeas, o número de vertebras do corpo humano totalizavam trinta e três estruturas. Conforme a localização, as vértebras podem ter formatos diferenciados devido às funções que poderão desenvolver conforme a localização. Porém, normalmente possui algumas estruturas que são comuns à grande maioria delas. A coluna ainda possui uma organização das estruturas com curvaturas fisiológicas, com a finalidade de acomodar os tecidos e órgãos para que todos possam manter a funcionalidade normal.

Costelas

As costelas são estruturas responsáveis pela proteção e estruturação da região torácica. São ossos em forma de semiarco que fazem conexão com um osso central denominado esterno, formando assim uma grande caixa para a proteção de órgãos como os pulmões e rins. Consiste em um arcabouço formado por 12 pares de ossos. Esses ossos são classificados em três grupos principais:

  • Costelas verdadeiras: divididas em sete pares que se articulam diretamente ao esterno através das cartilagens costais;
  • Costelas falsas: divididas em três pares que se articulam de forma indireta ao esterno, conectando-se assim também pelas cartilagens costais, estando estas unidas através da sétima costela.
  • Costelas flutuantes: divididas em dois pares, são costelas que não se articulam com o esterno e permanecem livres, servindo como origem e inserção de estruturas musculares e protegem órgãos como rins e parte do fígado. Articulam-se apenas às vértebras T11 e T12.

Esterno

Caracteriza-se por um osso em forma de T, ímpar, que localiza-se exatamente na linha média do corpo. É um osso muito importante por ser considerado hematopoético. É composto por três porções (manúbrio, corpo e processo xifoide). Tem como principal função a proteção do coração e sustentação dos arcos costais.

Clavícula

Responsável pela formação anterior da cintura escapular. Encontra-se logo acima da primeira costela, articulando-se diretamente com o manúbrio do esterno e com o acrômio da escápula. Encontra-se bilateralmente no organismo.

Escápula

Responsável pela formação posterior da articulação da cintura escapular. Possui formato triangular, apresentando estruturas importantes para a formação articular. Encontra-se bilateralmente próximo às vértebras da coluna torácica. Osso de grande importância para a mobilidade e funcionalidade da articulação gleno-umeral, auxiliando em todos os movimentos do ombro.

Ilíacos

Caracteriza-se por ser um osso plano, chato, irregular, sendo este uma fusão de três estruturas ósseas (ílio, ísquio e púbis). Encontra-se bilateralmente no organismo. Esses ossos constituem o que se denomina como cíngulo pélvico. Essa estrutura tem como principal função acomodar os sistemas genitourinário, excretor e também tem como função sustentar a descarga do corpo da porção superior e distribuir as cargas para os membros inferiores.

Funções dos ossos do tronco

As estruturas que compõem a estrutura do tronco fazem com que todos os órgãos sejam protegidos, para que a funcionalidade de todos os sistemas seja preservada. Os ossos dessa estrutura também possuem como função importante a mobilidade, deslocamento e distribuição de cargas corpóreas, afim de promover maior funcionalidade.

Além das estruturas ósseas, é importante salientar que o tronco se divide em tórax, que envolvem as estruturas da coluna cervical e torácica, tendo como principal função acomodar órgãos como pulmões e coração, e a cavidade abdominal, que acomodam os demais sistemas.

Leia também:

Referências

NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

TORTORA, Gerard J. Corpo Humano – Fundamentos de Anatomia e Fisiologia. Porto Alegre. 4ª ed. Artmed Editora. 2000.