Diásporas Gregas

Não podemos pensar a Grécia como uma civilização completamente homogênea, vários povos contribuíram para a formação do estado grego, entre eles os cretenses e os dórios. Podemos perceber que os gregos não se restringiram apenas em seu território. Foram formadores de outras cidades e centros de colonização que abrangiam pontos das ilhas do Mar Egeu, algumas porções litorâneas da Asia menor, a Península Itálica, o Norte da Africa e as a proximidades da Península Ibérica.

Para compreendermos o espalhamento dos gregos para esses territórios é necessário analisar os primeiros tempos que norteiam a historia da civilização grega. O primeiro evento que marca essa expansão vai acontecer no século XV a.C, quando os aqueus dominaram a Ilha de Creta e deram origem a chamada civilização micênica. Antes dessa fusão de culturas e civilizações, também frisar a importância de outras tribos indo-europeias a região continental da Grécia. Entre o período de 2000 a.C e 1200 a.C os eólios e os jônios atingiram a península e se estabeleceram por diversos pontos de ocupação humana. Por volta do seculo XII a.C, o dórios vão provocar um violento processo de ocupação dos Bálcãs que vai estabelecer ruptura com todos os hábitos e instituições que foram firmados pela civilização creto-micenica.

Os dórios eram povos adeptos ao nomadismo e detentores de uma tecnologia bélica invejável, e foram justamente eles os responsáveis pela dispersão das comunidades dos aqueus, eólias e jônicas para outros territórios. Esse evento é conhecido e marcado como Primeira Diáspora Grega. Posteriormente, no século XII e VIII a.C, no período da historia grega conhecida como “Homérico”, onde o período tem como característica a formação dos “genos” (as pessoas deixam o nomadismo e começam a viver reunidas). Tais comunidades eram voltadas para as atividades agrícolas e a exploração coletiva de terras, e com o passar do tempo essas regiões ocupadas pela população, acabaram sendo motivo de disputa pelo controle das mesmas. Dessa maneira, o uso coletivo das terras acabou perdendo espaço para um grupo social mas próximo da figura do “pater”, que no interior dos genos, tomava as decisões politicas de maior peso.

Assim, com uma elite de proprietários de terras começou a ser fortalecer sob o aspecto politico-economico e consequentemente, impôs a marginalização uma grande parte da população que não tinham o mesmo prestígio junto a nova classe dirigente. Foi nesse exato momento que grande parte da população estava saindo do interior dos genos para buscarem outras regiões com terras cultiváveis é que se dá o inicio da “Segunda Diáspora Grega”. Dessa maneira a civilização grega se estabeleceu ao longo de várias colônias que superavam os limites do Mar Egeu.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Primeira_diáspora_grega
http://www.historiadomundo.com.br/grega/civilizacao-grega.htm

Arquivado em: Grécia Antiga