Adjunto adverbial

Mestra em Letras e Linguística (UFG, 2016)
Licenciada em Letras-Português (UFG, 2009)

Ouça este artigo:

O Adjunto Adverbial é um termo acessório das orações e ocorre quando um Advérbio ou uma Locução Adverbial:

1. Intensificam os sentidos dos Verbos, dos Adjetivos e de outros Advérbios nas orações.

Exemplo: Ela sempre anda devagar. (Devagar: sugere o modo como o sujeito anda.)

2. Especificam as circunstâncias de ocorrência da ação verbal.

Exemplo: Chegarei às cinco da manhã. (Especifica quando a ação “chegar” acontecerá: às cinco da manhã.)

Localizando os Adjuntos Adverbiais nos estudos sobre a Sintaxe da Língua Portuguesa

Quando estudamos a Sintaxe dos Períodos Simples é muito importante observarmos a maneira didática como ela é organizada e assim facilitar a compreensão deste conteúdo, que é amplo e cheio de nomenclaturas e classificações. Por isto, observe a seguir quais são os elementos que estruturam e complementam os sentidos das orações:

Termos essenciais

São os elementos que mantêm a estrutura básica das orações, que são o Sujeito e o Predicado. Uma oração pode até não apresentar um sujeito, mas com toda certeza terá um Predicado.

Termos Integrantes

São os elementos que complementam os sentidos dos de determinados Verbos e Nomes. Existem quatro termos integrantes: Objeto Direto, Objeto Indireto, Complemento Nominal e Agente da (voz) Passiva.

Termos acessórios

São os elementos que modificam ou especificam outros termos. Eles são importantes para ampliar os sentidos, mas não são essenciais para a estrutura sintática das orações. São eles: Adjunto Adverbial, Adjunto Adnominal e Aposto.

Agora que você já identificou que os Adjuntos Adverbiais são Termos Acessórios das orações, conheça as principais circunstâncias expressas por eles:

Afirmação

  • Certamente, chegaremos a tempo da reunião.
  • Sim, vamos à praia nas férias.
  • Você viu que, inegavelmente, é preciso reformar isto aqui.

Negação

  • Não quero isto.
  • Nunca diga nunca.
  • Não viu nada, mãe.

Dúvida

  • Talvez eu volte.
  • Será que devo ir?
  • Vou guardar caso ainda queira.

Condição

  • Não se consegue estudar sem silêncio.
  • Só vou se convidarem.
  • Sem vacina, não haverá aulas presenciais.

Tempo

  • Hoje retornarei ao trabalho.
  • Amanhã entrarei de férias.
  • Fecharei às seis da tarde.

Intensidade

  • Comi demais.
  • Os alunos foram extremamente habilidosos.
  • Estou super feliz.

Modo

  • O carro está devagar.
  • Infelizmente, vou embora.
  • Apressadamente, subiu as escadas.

Lugar

  • Aqui estará seguro.
  • Voltei .
  • Mora longe a menina.

Causa

  • Não denunciei por receio de vingança.
  • O cachorro morreu de sede.
  • Morreu por desobediência.

Meio

  • Prefiro ir a pé.
  • Vamos viajar de carro para Uberlândia.
  • A mudança chegará de caminhão.

Finalidade

  • Trabalhe para ser alguém.
  • Cortou para ela.
  • Estudou para a prova.

Companhia

  • Prefiro assistir com minha namorada.
  • Te espero com ela.
  • Vou jantar com meus pais.

Assunto

  • Os pais conversavam sobre os filhos.
  • Quero estar a par de tudo.
  • Falávamos sobre o Natal.

Concessão

  • Saímos, apesar da chuva.
  • Não fiquei magoado, apesar disso.
  • Disse que não, todavia comi.

Instrumento

  • Coma com os garfos.
  • Melhor mexer com a colher.
  • Com a faca adequada, faça o corte.

Conformidade

  • Ainda não há vaga, conforme o jornal.
  • Como te disse, estragado!
  • Linda, como pode perceber.

Interesse

  • Por você, eu tomaria banho gelado no inverno.
  • Por seu conforto, faço tudo.
  • Serviremos para sua comodidade.

Frequência

  • Sempre caminhamos, Ana.
  • Toda vez é isso.
  • Todo dia amanheço com dor.

Como os adjuntos adverbiais modificam os sentidos dos Verbos, Adjetivos e Advérbios, e também delimitam as circusntâncias das ações, pode haver outras circunstâncias expressas por eles, além destas destacadas acima. Portanto, como trata-se de uma questão semântica e não sintática, é interessante que se identifique a ocorrência do Adjunto Adverbial nas orações e que seja analisado seu contexto de utilização.

Referência:

ABURRE, Maria Luiza M. Gramática: texto: análise e construção de sentido. Volume único. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2010. p. 404, 405.

Arquivado em: Português