Deserto de Kalahari

Mestre em Ecologia (UERJ, 2016)
Graduada em Ciências Biológicas (UFF, 2013)

O deserto de Kalahari fica localizado no sul do continente africano, tem aproximadamente 900 mil km² de área e abrange territórios na Namíbia, no Botswana e na África do Sul. Segundo especialistas o deserto se formou por causa da corrente fria provinda da região de Benguela, que traz vapor de água da África do Sul para dentro do continente, principalmente por esta região. A condensação faz com que as massas de ar quente cheguem com níveis secos formando o deserto. O nome é derivado da palavra kgalagadi na língua tsuana e significa "a grande sede".

Localização do Deserto de Kalahari. Mapa: AridOcean / Shutterstock.com

O clima do deserto de Kalahari tem variação na temperatura ao longo do dia (dias quentes e noites frias) e também entre as diferentes estações do ano. É uma região semiárida com escassez de chuvas na sua maior parte, o que faz com que o clima seja seco. Porém em algumas partes do deserto ocorrem chuvas irregulares com aproximadamente 250 mm de precipitação. Isto faz com que alguns especialistas geógrafos não considerem o deserto de Kalahari como um deserto típico ou verdadeiro, onde o clima é árido e extremamente seco. O Kalahari possui vasta área coberta por areia avermelhada sem afloramento de água em caráter permanente e possui grandes reservas minerais de carvão, cobre, níquel e urânio.

A flora do Kalahari apresenta árvores dispersas, como palmeiras e baobás, além de formações arbustivas espaçadas, plantas xerófilas e herbáceas próprias da savana. Embora pouco desenvolvida em toda a extensão do território, a flora é mais densa no norte. Quando o período de chuvas começa, algumas espécies de plantas se desenvolvem especialmente ao longo dos cursos dos leitos dos rios que normalmente são secos, incluindo plantas comestíveis, como pepinos e melões.

A fauna é constituída por diversos grupos de animais como zebras, antílopes, avestruzes, gnus, leões, chacais, cobras, lagartos, girafas, pássaros e outros. Mas os animais mais abundantes nesta região são os suricatas e as hienas, característicos das paisagens de kalahari.

Apesar das temperaturas elevadas e do regime de chuvas irregulares do deserto de Kalahari, dois povos habitam a região do deserto: bosquímanos e khoikhoi. Os bosquímanos são nômades, vivendo basicamente do pastoreio, caça e coleta. Já os khoikhoi vivem numa faixa do deserto no território de Botswana. Possuem estatura baixa (média de 1,50 m), vivem também da caça, coleta e pastoreio de ovelhas. São povos nômades e possuem longa tradição no local com presença no deserto há milhares de anos. Os povos do deserto não possuem fontes de água permanentes, tendo de obter a maior parte da água para seu consumo a partir das plantas e frutos como o melão (Citrullus lanatus), os tubérculos (Rhaphionacme burkei e Coccimia rehmanii) e um tipo de babosa (Aloe zebrina). O ambiente é rico em alimentos de origem vegetal. A principal preocupação dos povos nômades que vivem no Kalahari ao migrarem não é com a localização da água em si, mas sim com a localização das plantas que provêm suas necessidades hídricas. A quantidade de trabalho que eles dedicam à subsistência é relativamente pequena e adotam em sua dieta uma variedade de alimentos ao longo do ano.

Referências Bibliográficas:

Kalahari. 2015. < https://africapontocom.wordpress.com/2015/10/26/kalahari/>

MORAN, Emílio F. Adaptabilidade Humana: uma Introdução à Antropologia Ecológica Vol. 10. EDUSP. São Paulo. 1994. 445p. ISBN: 9788531401480.

Kalahari Desert. < http://www.beautifulworld.com/africa/botswana/kalahari-desert/>

Deserto Kalahari. In: Artigos de apoio Infopédia. Porto: Porto Editora, 2003-2017. https://www.infopedia.pt/$deserto-kalahari

Deserto do Kalahari: o território dos bosquímanos (San). <http://www.guiaviagem.org/deserto-kalahari/>

Arquivado em: África, Biomas