Monocotiledôneas

Por Marilia Araujo
As plantas cujas flores são trímeras (três pétalas, três sépalas e três estames), as sementes apresentam apenas um cotilédone (como no milho), raiz do tipo fasciculada, entre outras características, são denominadas monocotiledôneas. Este grupo vegetal que representa cerca de 22% das angiospermas, obedece a classificação de Cronquist, estando representado pelo nome Liliopsida, classe essa que se subdivide em cinco outras subclasses: Alismatidae, Arecidae, Commelinidae, Liliidae e Zingiberidae. Ainda segundo Cronquist, as monocotiledôneas apresentam 18 ordens, 61 famílias e 55.000 espécies, aproximadamente.

Nessa classe vegetal o caule e as raizes não apresentam um crescimento secundário (ou lateralizado), dessa maneira os vasos que são responsáveis pela condução de alimentos (seiva) nessa planta se encontram espalhados ao longo do caule.

Existem duas famílias, de alto valor paisagístico, dentro desse vasto grupo monocotiledôneo, a Heliconiaceae, como podemos ver na figura ao lado e a Orchidaceae (que está bem representada pelas orquídeas). Sendo esta última a maior família das angiospermas, já que detém cerca de 25000 espécies descritas e distribuídas ao redor do mundo.

Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Monocotiled%C3%B3nea
http://www.jardineiro.net/br/artigos/monocotiledoneas_dicotiledoneas.php
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos4/angiospermas2.php
http://www.biologados.com.br/botanica/taxonomia_vegetal/divisao_magnoliophyta_monocotiledonea_classe_monocotyledonae_lilliopsida.htm
http://osseresvivos.blog.terra.com.br/2008/07/24/classe-das-monocotiledoneas/