Sistema circulatório fechado

Graduada em Ciências Biológicas (UNISUAM, 2010)
Graduada em Zootecnia (FAGRAM, 2006)

O Sistema Circulatório é responsável pelo transporte de nutrientes e de gás oxigênio a todas as células do corpo, e pela coleta do gás carbônico e dos resíduos gerados no metabolismo celular. Em algumas espécies esta circulação é chamada de fechada, ou seja, o líquido sanguíneo ou sangue circula sempre pelo interior de vasos sanguíneos, passando das artérias para os capilares sanguíneos e depois para as veias e retornam para o coração. Essa circulação ocorre devido a contração que ocorre nos ventrículos e átrios do coração, que gera pressão sanguínea constante. Esta circulação fechada pode ser encontrada em cefalópodes, anelídeos e vertebrados.

O Sistema Circulatório fechado é mais eficiente do que o aberto, visto que o transporte de oxigênio e nutrientes para os tecidos e dos resíduos para fora das células é mais rápido.

Fazem parte do Sistema Circulatório fechado as artérias, arteríolas, capilares, vênulas e veias. As artérias são vasos de calibre grosso, por elas passa sangue com alta pressão que sai do coração. Arteríolas recebem o sangue das artérias, são de calibre mais fino e os capilares são formados por uma fina camada de epitélio que permitem as trocas gasosas. As vênulas recebem o sangue vindo dos tecidos com baixa pressão, este sangue é rico em gás carbônico e as veias recebem este sangue e levam para o coração.

A circulação fechada pode ser de dois tipos: a simples e a dupla.

Sistema circulatório fechado simples

Ocorre nos animais que tem respiração branquial, como a dos peixes. O sangue passa uma única vez pelo coração e é levado para as brânquias (onde acontece as trocas gasosas) onde é oxigenado. Em seguida, vai para os tecidos e depois chega ao coração. O sangue que passa pelo coração apenas uma vez a cada ciclo é o sangue venoso.

Sistema circulatório fechado duplo

O sistema circulatório humano é do tipo fechado e duplo. Ilustração: Designua / Shutterstock.com [adaptado]

Aparece nos anfíbios, répteis, aves e mamíferos, é a dupla, que ocorre nos animais que possuem respiração pulmonar. O sangue percorre dois circuitos diferentes e passa duas vezes pelo coração. Ela é mais rápida e com uma maior eficiência quanto a quantidade de sangue que chega às diferentes partes do corpo. A circulação dupla pode ser dividida em circulação pulmonar e a sistêmica. Na pulmonar, o sangue passa pelo coração e vai para os pulmões, onde ocorrem trocas gasosas. Depois disso ele volta para o coração, é bombeado para o restante do corpo: esta circulação é a sistêmica.

A circulação dupla ainda pode ser incompleta ou completa. A incompleta ocorre nos anfíbios e répteis, porque o coração destes animais não é totalmente fechado, ele possui um septo incompleto, dois átrios e um ventrículo. Na completa, que ocorre nas aves e mamíferos, o coração é completamente dividido em quatro compartimentos (dois átrios e dois ventrículos), não acontece mistura de sangue arterial e venoso.

Referências Bibliográficas:

http://www.cesadufs.com.br/ORBI/public/uploadCatalago/15025424022014Cordados_I_aula_07.pdf

http://biologia.ifsc.usp.br/bio2/apostila/apost-fisiol-parte2.pdf

http://www.ufpa.br/lobio/AulasAnimaliaIIeIIIpdf/AnimaliaIII/sistema%20circulatorio.pdf

Arquivado em: Anatomia animal