Questões da prova Unespar 2016

Selecionamos as questões mais relevantes da prova de vestibular Unespar 2016. Confira!
* Obs.: a ordem e número das questões aqui não são iguais às da prova original.

Questão 81:

Suponha que duas cidades limítrofes decidem dividir o custo de R$ 100.000.000,00 (cem milhões de reais) da construção de um pequeno aeroporto para aviões de carga. Como critério de divisão, foi acordado que o custo seria dividido em partes de proporcionalidade composta, sendo direta às suas populações e inversa às distâncias que as separam do aeroporto. Considerando este critério de divisão dos custos e com base no quadro abaixo, a quantia a ser paga por cada cidade na construção do aeroporto é:


Questão 82:

Com base no gráfico abaixo, assinale a alternativa correta.


Questão 83:

A respeito das funções trigonométricas, analise as seguintes afirmações:

I. f (x) = cos (x + π) é equivalente à função g (x) = – cos (x) para todo x ∈ ℜ.
II. f (x) = cos (x) é uma função par.
III. f (x) = sen (x) é uma função ímpar.
IV. f (x) = sen (x + π) é equivalente à função g (x) = – sen (x) para todo x ∈ ℜ.


Questão 84:

Com relação aos polinômios P(x) = (x4 – 1) . (x2 – 2) e Q(x) = x3 – x2 + x , é correto afirmar que:

I. O coeficiente de x6 em P(x) é zero.
II. x = 0 é raiz de Q(x).
III. x = 2 é raiz de P(x).
IV. O resto da divisão de P(x) por Q(x) é um polinômio de grau 2.


Questão 85:

Analise as seguintes afirmações:

I. Podemos afirmar que 80% de x é sempre maior que 70% de y, para todo x e y.

II. Quando somamos dois números inteiros a e b, temos: a + b > a e a + b > b para todo a e b ∈ Ζ.

III. Quando multiplicamos dois números reais a e b, temos a · b > a e a · b > b para todo a e b ∈ ℜ.

IV. Pense num número qualquer a, se dividirmos este número a por outro número qualquer b, o resultado sempre será menor que o número a pensado inicialmente.


Questão 86:

“Mas como indivíduos e sociedade se tornam uma só engrenagem? A sociologia dispõe de um conceito importante para investigar essa questão: socialização”.
TOMAZI, Nelson Dacio. Sociologia para o ensino médio. 2ª ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2010, p. 14.

De acordo com o autor, acima apresentado, existe uma relação de imbricação entre indivíduo e sociedade que se articula por meio do que, segundo ele, é denominado de socialização.

Desse modo, a partir de sua compreensão do que é socialização, bem como da reflexão de Nelson Dacio Tomazi, assinale a questão incorreta.


Questão 87:

Ainda de acordo com a primeira questão, isto é, o debate sobre o conceito de socialização, assinale (V) para verdadeiro e (F) para Falso.Para tanto, observe o texto a seguir dos autores Peter Berger e Brigitte Berger:

“O processo pelo qual o indivíduo aprende a ser membro da sociedade é designado pelo nome de socialização. (...) Vista sob esse ângulo, a socialização é a imposição de padrões sociais à conduta individual”.
BERGER, L. Peter; BERGER, Brigitte. Socialização: como ser membro da sociedade. In: FORACCHI, Marialice Mencarini; MARTINS, José de Souza. (Org.) Sociologia e Sociedade: Leituras de introdução à sociologia. Rio de Janeiro/São Paulo: Livros Técnicos e Científicos Editora Ltda., 1977.

( ) Desse modo, de acordo com a assertiva, pode se chegar à conclusão de que socialização é, dentre outras coisas, uma ação impositiva, que advém de forma violenta pela via das instituições e, que por isso, não há como não ser socializado.
( ) Socialização é, no entendimento da assertiva acima apresentada, a ação da sociedade organizada, por meio das instituições do Estado, uma transmissão de valores e, de outro modo, a ação da coletividade sobre os indivíduos.
( ) Socialização não pode ser considerada uma prática coletiva, mas de grupos minoritários organizados, pois, de acordo com a assertiva acima apresentada, são forças violentas que dominam a coletividade.
( ) Socialização se configura, na sociedade contemporânea, como a imposição de valores e de crenças, pelas instituições sociais e políticas, no sentido de assegurar uma vida coletiva organizada.
( ) Para que exista a socialização é preciso, dentre outras coisas, do poder dominante, violento e coercitivo dos indivíduos na determinação do que é vida coletiva.


Questão 88:

Maquiavel, pensador político do período moderno, faz severas críticas ao modo de se fazer política no período grego e, sobretudo, no período moderno, isso porque, de acordo com esse pensador político, a política do seu tempo era tomada no sentido aristotélico, ou seja, pensava a partir do que se denomina de dever-ser, em outros termos, pensando o homem, a partir da visão aristotélica, como um animal político, isto é, nascido para a política, uma espécie de o homem como ser comunitário. Por essa razão, Maquiavel, em 1513, escreveu sua famosa obra O Príncipe e, no contexto dessa obra, o autor apresenta a seguinte discussão:

“Necessitando, portanto, um príncipe saber usar bem o animal, desse deve tomar como modelos a raposa e o leão, porque o leão não sabe se defender das armadilhas e a raposa não tem defesa contra os lobos. É preciso, portanto, ser raposa para conhecer as armadilhas e leão para aterrorizar os lobos. Aqueles que usam apenas os modos do leão, nada entendem dessa arte”
(MAQUIAVEL. O Príncipe. São Paulo: abril cultural, 978, p. 108. Coleção os pensadores)

Desse modo:

I. Para Maquiavel, a noção de lobo representa o uso da força e, nesse sentido, deve demonstrar coragem e, acima de tudo, poder para aniquilar os lobos.
II. Raposa é, no sentido apresentado na assertiva, uma figura metafórica que representa astúcia, sutileza e esperteza para lidar com os adversários.
III. A arte política é, no sentido apresentado por Maquiavel, uma forma ética de lidar com os adversários, pois, para esse autor, o homem é um animal político e por isso se traduz como um ser comunitário.

Assinale a alternativa correta, com relação aos enunciados acima:


Questão 89:

“A ciência deveria ser um instrumento para análise da sociedade a fim de torná-la melhor. O lema era: “conhecer para prever, prever para conhecer”, ou seja, o conhecimento deveria existir para fazer previsões e também para dar a solução dos possíveis problemas.
(TOMAZI, Nelson Dacio. Sociologia para o ensino médio. 2ª ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2010, p. 239)

A assertiva acima chama a atenção para um determinado período histórico, onde o positivismo é determinante para se fazer ciência e, mais precisamente, resolver os problemas sociais e políticos desse momento histórico.

De acordo com o seus conhecimentos e, a partir da assertiva acima, o lema apresentado, a saber, “conhecer para prever, prever para conhecer” se refere a qual dos autores abaixo:


Questão 90:

“Assim, a tradição socialista, nascida da luta dos trabalhadores muitos anos antes e em situações diferentes, tem como expressão intelectual o pensamento de Karl Marx, que, entre outros, procurou estudar criticamente a sociedade capitalista com base em seus princípios constitutivos e em seu desenvolvimento, tendo como objetivo dotar a classe trabalhadora de uma análise política da sociedade de seu tempo”.
(TOMAZI, Nelson Dacio. Sociologia para o ensino médio. 2ª ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2010, p. 240)

Esse autor, Karl Marx, representa um pilar no pensamento sociológico, sobretudo, no que compreende ao estudo do sistema capitalista e sua lógica de produção. Nesse sentido, a reflexão sociológica desse autor se configura, para além do estudo do sistema capitalista, numa ação de produção de conhecimento para auxiliar a classe operária.

Desse modo, de acordo com a citação de Nelson Dacio Tomazi, bem como com as informações que você dispõe sobre esse autor, assinale (V) para verdadeiro e (F) para falso.

( ) Karl Marx se configura como um autor elitista, pois faz um estudo da sociedade capitalista e oferta, para a classe operária, uma visão de mundo que corrobora com o desenvolvimento do sistema capitalista.
( ) Karl Marx não é um autor elitista, pelo contrário, faz uma análise política da sociedade e, nesse sentido, oferta uma visão que, dentre outras coisas, pode auxiliar na revolução do proletariado, sobretudo, contra a visão elitista e reacionária de seu tempo.
( ) Karl Marx faz, claramente, uma opção para com os trabalhadores, mas não deixa de enaltecer o sistema capitalista como forma peculiar de organização da vida coletiva, no sentido de promoção da vida humana.
( ) Karl Marx pode, dentre outras coisas, configurar-se como defensor de um novo socialismo que se denomina de socialismo científico.
( ) Karl Marx, segundo Nelson Dacio Tomazi, procurou estudar criticamente o socialismo e por isso, fez, de forma veementemente, a defesa do modo de produção capitalista, pois, segundo Karl Marx, somente pela via do sistema capitalista se pode assegurar, para a classe trabalhadora, emprego e vida plena.


Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 [9] 10 11 12 13 14 15