Questões da prova URCA 2017/2

Selecionamos as questões mais relevantes da prova de vestibular URCA 2017/2. Confira!
* Obs.: a ordem e número das questões aqui não são iguais às da prova original.

Questão 51:

“Em 3 de janeiro de 1992, realizou-se no auditório de um edifício público em Moscou um encontro de estudiosos russo e norte-americanos. Duas semanas antes a União Soviética tinha deixado de existir e a Federação Russa se tornara um país independente...
Em 18 de abril de 1994, duas mil pessoas se concentraram em Serajevo, agitando as bandeiras da Arábia Saudita e da Turquia. Ao desfraldarem essas bandeiras, em vez das da ONU, da OTAN e dos Estados Unidos, esses habitantes de Serajevo se identificavam com seus companheiros muçulmanos e indicavam ao mundo quem eram seus verdadeiros amigos...
Em 16 de outubro de 1994, em Los Angeles, 70 mil pessoas desfilaram debaixo de “um mar de bandeiras mexicanas”, em protesto contra a Proposta 187, uma disposição submetida a plebiscito que negaria benefícios estaduais aos imigrantes ilegais e a seus filhos.” (HUNTINGTON, Samuel P. O Choque de Civilizações. Rio de Janeiro: Objeitva, 1996, p. 1718).

Considerando o mundo pós-Guerra Fria identificado nas passagens textuais acima, assinale a alternativa que expressa corretamente sua(s) característica(s):


Questão 52:

“Quantos “cariris” cabem no espaço hoje conhecido pelo mesmo nome? Quantos nomes, vozes e histórias ajudaram a construí-lo como lugar incomum e plural para tantas gerações de intelectuais, artistas, políticos e religiosos? Cariri, espaço simbólico, monumentalizado em narrativas, cantado e poetizado por homens como José Bernardino da Silva, Patativa do Assaré, Manoel Caboclo; esculpido em formas belas e estranhas como as da escola de artistas populares inaugurada por Noza, Ciça do Barro Cru, Nino e tantos outros que se destacaram ao longo do século XX; xilogravado por Stêncio Diniz, José Lourenço, Nilo, dentre outros. Tantas cores, palavras e nuances que, encontrar uma síntese de definição tem sido tarefa complexa a qual muitos dedicaram a vida.” (MENESES, Sônia. Apresentação do livro Cariri, Cariris: outros olhares sobre um lugar (in) comum. MENESES, Sônia (org.). Crato: Universidade Regional do Cariri (URCA); Recife: Imprima, 2016.

Considerando o trecho acima da historiadora Sônia Meneses, é correto afirmar sobre o Cariri e sua história e território:


Questão 53:

“Naquelas eras faziam os poderosos a justiça a seu modo. Ora pelo bacamarte, ora a cacete, ou por outros processos originais, a mangas de gibão, por exemplo. Eram as mangas de gibão uns vasos de couro de bode bem curtido, de meio metro de comprimento e de cerca de dez centímetros de diâmetro, cosidos com uma delgada correia ou por meio fio de algodão bem encerados com cera de abelha. A uma das extremidades adaptavam um cano de taquara” (PINHEIRO, Irineu. O Cariri. Fortaleza: Edições UFC, 2010, p. 188).

Sobre as práticas políticas no cairiri, nos primeiros anos da República (1889-1930), assinale a única alternativa CORRETA:


Questão 54:

“Por quase um século e meio, a bandeira tricolor francesa forneceu abertamente o modelo para as bandeiras da maioria dos Estados recém-independentes ou unificados no mundo... Em comparação, eram muito poucas as bandeiras nacionais que mostravam a influência direta das estrelas e listas, mesmo se considerarmos a presença de uma única estrela no topo do canto esquerdo como um sinal de derivação da bandeira dos Estados Unidos” (HOBSBAWM, Eric. Ecos da Marselhesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1996).

Considerando as influências francesa e norte-americana nos processos de independência, unificação e revolucionários dos séculos XVIII a XX, conforme destaca o texto, assinale a alternativa CORRETA:


Questão 55:

“De meados do século XII a cerca de 1340, o desenvolvimento da cristandade latina atinge o seu apogeu. Nesse apogeu a França ocupa o primeiro lugar e o grande movimento de urbanização está no auge. As cidades são uma das principais manifestações e um dos motores essenciais dessa culminação medieval.” (LE GOFF, Jacques. O apogeu da cidade medieval.)

Observando o texto do historiador acima e considerando o período histórico da Europa, por ele destacado, pode-se corretamente afirmar:


Questão 56:

“É uma cidade de traçado moderníssimo, com largas ruas e extensas avenidas (...) Desde trinta anos atrás é Curitiba iluminada a Luz elétrica. Outros serviços importantes foram inaugurados mais tarde: telefones, corpo de bombeiros, águas e esgotos, guarda civil, bondes elétricos ligando o centro urbano aos mais afastados bairros.” (Trecho do Amanak Laemmert, de 1922, sobre a cidade de Curitiba, In: Revista Nosso Século, v. 4, p. 43.)

Sobre o processo de modernização das cidades brasileiras nos primeiros trinta anos do século XX, assinale a alternativa CORRETA:


Questão 57:

Sobre o movimento historicamente conhecido como Inconfidência Mineira de 1788-9, pode-se corretamente afirmar:


Questão 58:

“Século XXI: maior tolerância e quebra de tabus são a marca da primeira década. Bancas de jornais exibem “mulheres frutas” de todos os tamanhos. Nas propagandas, casais seminus lambem os beiços e trocam olhares açucarados. Nas novelas de televisão, em horário, nobre, nenhum personagem hesita em retificar suas preferências sexuais, em expô-los e em expor-se. Na frente das câmaras, segredos pessoais são revelados sem constrangimento. Práticas antes marginalizadas estão nas telas. A Internet abriu um universo de possibilidades para o sexo. Nos sites, “ricos e famosos” falam abertamente de sua vida particular. A privacidade entrou na rede social” (DEL PRIORY Mary. Histórias íntimas: sexualidade e erotismo na história do Brasil. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2011, p. 10)

Considerando as temáticas abordadas pela historiadora Mary Del Priory, assinale a única afirmativa correta nos itens a seguir.


Questão 59:

Há um consenso entre os historiadores de que entre as civilizações europeias da Antiguidade, a grega legou elementos essenciais para constituição do mundo ocidental tal qual o vivenciamos hoje. Assim, podemos corretamente assinalar sobre esta sociedade que:


Questão 60:

“A despeito do intenso processo de industrialização, da maciça penetração de capitais estrangeiros, da crescente presença de corporações multinacionais, do explosivo crescimento urbano, da melhoria dos índices de alfabetização e das várias tentativas de “modernizar” o país, feitas de um por sucessivos governos civis e militares, as palavras amargas de um notável crítico literário e analista social, Silvio Romero, pronunciadas há mais de um século, lamentando a dependência econômica em relação aos capitais estrangeiros e a incapacidade da República de incorporar os benefícios do progresso à grande maioria da população e de criar uma sociedade realmente democrática, soam ainda hoje verdadeiras.” (COSTA, Emília Viotti da. Da Monarquia à República. São Paulo: Unesp, 2010, p. 9)

A nota à edição do Livro que Emília Viotti da Costa faz nos leva a perceber que existem estruturas sistêmicas no Brasil que nos remetem a uma história de longa duração. Assim, podemos corretamente afirmar sobre o Brasil pós-independência que:


Páginas: 1 2 3 4 5 [6] 7 8 9 10 11 12 13