Capitais da América do Sul

Mapa das Capitais da América do Sul em destaque. Ilustração: Tupungato / Shutterstock.com [adaptado por InfoEscola]. Clique para ampliar.

País Capital
Argentina Buenos Aires
Bolívia Sucre / La Paz
Brasil Brasília
Chile Santiago
Colômbia Bogotá
Equador Quito
Guiana Georgetown
Guiana Francesa Caiena
Paraguai Assunção
Peru Lima
Suriname Paramaribo
Uruguai Montevidéu
Venezuela Caracas

Brasil

Brasília (DF) é a capital federal do Brasil e sede do Governo do Distrito Federal. O Distrito é uma das 27 unidades federativas do país; a única que não possui municípios e está dividida em 31 regiões administrativas. Brasília está localizada na região Centro-Oeste, em área geográfica conhecida como Planalto Central. Possui território de 5.802 km², com população de 3.015.268 habitantes, segundo última pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2019. O clima é tropical com estação seca, sendo temperaturas médias mensais superiores a 18 ºC.

Brasília possui o maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita, em comparação às capitais. No entanto, ela apresenta a maior desigualdade de renda do país. Na região administrativa de Ceilândia por exemplo, encontra-se a segunda mais populosa favela do Brasil, a comunidade Sol Nascente.

As principais atividades econômicas são o comércio, os serviços, a administração pública, a agricultura (em destaque laranja, milho e hortigranjeiros) e a indústria (em destaque de software, cinema, vídeo, gemologia e outros). A moeda utilizada é o Real.

Brasília foi inaugurada como capital em 21 de abril de 1960, sendo a terceira e definitiva escolha do país. Já foram capitais do Brasil, Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ). Brasília é uma versão em latim de Brasil, sugerido por José Bonifácio já em 1823.

Os principais pontos turísticos são a Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, o Congresso Nacional, Ponte Juscelino Kubitschek, Lago Paranoá, jardim Botânico de Brasília, Torre de TV Digital, entre outros.

O Congresso Nacional, em Brasília. Foto: Lucas Martins / InfoEscola.com

Chile

Santiago é capital e maior cidade do Chile, localizada na região Metropolitana de Santiago. Está situada no vale central chileno, ao lado da Cordilheira dos Andes. Sua área territorial é de 641 km², com população de 5,614 milhões de habitantes, segundo o último senso realizado no país, em 2017.

Santiago foi fundada em 12 de fevereiro de 1541 pelo espanhol Pedro de Valdívia, com o nome Santiago de Nueva Extremadura (em homenagem ao apóstolo Santiago, santo patrono da Espanha).

Uma parte da cidade encontra-se no “vale central”, conhecida como “depressão intermediária”, sendo delimitada pelo cordão Chacabuco no norte, a Cordilheira dos Andes no leste, a Angostura de Paine no sul e a Cordilheira da Costa no oeste. O clima é temperado, com estação seca prolongada e chuvas concentradas no inverno. Conhecido como clima mediterrâneo continentalizado. As temperaturas são bem variadas, chegando até 8ºC no inverno e 30ºC no verão.

Em Santiago estão situadas as principais instituições econômicas do país, inclusive a Bolsa de Comércio de Santiago. A moeda do local é o Peso.

A cidade reúne atrações como Plaza de Armas (história, monumento e arquitetura), Cerro Santa Lucia (monumento e jardim), Palacio de La Moneda, Mercado Central, Museo Nacional de Belas Artes, Catedral Metropolitana, entre outros.

 

Vista de Santiago do alto do edifício Sky Costanera. Foto: Lucas Martins / InfoEscola.com

Uruguai

Montevidéu é a capital do Uruguai, localizada na Costa Sul do país, na margem nordeste do Rio Prata. A maior cidade do país possui área territorial de 200 km², e população de 13.396 habitantes, conforme último censo realizado em 2019.

A capital está dividida em 8 municípios, estabelecidos de A a G. Cada uma delas dirigida por um prefeito.

O clima é subtropical úmido com temperatura média anual de 16ºC. A maior temperatura já registrada foi de 42ºC e a menor, -5,6ºC.

A cidade foi fundada em 1.724 por um soldado espanhol chamado Bruno Mauricio de Zabala. Uma das versões do nome está baseada no registro de diário de navegação de Fernão Magalhães (em espanhol Fernando de Magallanes) em 1.520, onde ao avistar um monte, relatou no documento “Monte vi eu”, assemelhando-se assim com Montevidéu.

Montevidéu é a sede administrativa do Mercosul (Mercado Comum do Sul) e da ALADI (Associação Latino-Americana de Integração). Em pesquisa realizada por Mercer (empresa de consultoria global) em 2017, a capital foi classificada em primeiro lugar, com melhor qualidade de vida da América do Sul. A moeda do país é o Peso.

Os principais pontos turísticos são Palácio Salvo, Praça Independência, Pocitos (restaurantes internacionais e museu marítimo), Palácio Legislativo, Mercado del Porto, Bodega Souza (vinícola), entre outros.

Praça da Independência, Montevidéu. Foto: Ivo Antonie de Rooij / Shutterstock.com

Paraguai

Assunção é a capital e maior cidade da República do Paraguai, localizada à baía de Assunção, na margem esquerda com o Rio Paraguai e frente ao Rio Pilcomayo. É um município autônomo e Distrito Capital independente. Sua área territorial é de 128,1 km², com população de 525.294 habitantes, conforme último censo realizado no país, em 2016.

Uma característica forte da capital são as diversas colinas presentes. O corpo de água mais importante do local é o Rio Paraguai, onde desenvolveu o comércio fluvial, além do turismo. O clima é subtropical úmido, com média anual de 23ºC.

A cidade foi fundada em 15 de agosto de 1537, por Juan de Salazar y Espinosa. O nome Assunção vem de Nossa Senhora Santa Maria de Assunção.

A atividade econômica está concentrada principalmente no setor terciário (comércio e serviços). No setor secundário (indústria construção) é cerca de 16%. No setor primário (agricultura e pecuária) é quase inexistente, por se tratar de uma área urbana. A moeda do país é o Guarani, no entanto, diversos estabelecimentos aceitam o Real e o Dólar.

Assunção é o destaque do país em relação às atividades culturais. Reúne grande quantidade de Teatros, Bibliotecas e Museus.

Os principais pontos turísticos são o Centro Histórico da Cidade, Baía de Assunção, Palacio de Los López, Manzana de La Rivera, Casa de La Independencia, Teatro Municipal Ignacio A. Pane, e outros.

Bolívia

Sucre é a capital constitucional da Bolívia, localizada na região Centro-Sul. Sua área territorial é de 1.768 km², com população de 300 mil habitantes, conforme Censo de 2011.

Foi fundada em 1559 por Pedro de Anzures, com o nome Ciudad de la Plata de la Nueva Toledo. Em 1839 tornou-se capital do país, e logo depois, teve seu nome alterado para Sucre, em homenagem ao revolucionário Antonio José de Sucre.

Uma das cidades mais altas da América do Sul, possui clima temperado, com média anual de 20ºC. A temperatura máxima no verão é de 30ºC e no inverno, mínima de 1ºC.

Sucre concentra os organismos supremos da administração do Estado, no entanto, a sede do governo encontra-se na cidade de La Paz. O Centro histórico da cidade foi declarado Patrimônio Mundial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 1991, por reunir grande parte do patrimônio boliviano.

A moeda do país é o Boliviano, conhecido como BOB. As principais atividades econômicas da capital são serviços, finanças e comércio.

As atrações da cidade são a Catedral Metropolitana de Sucre, Cal Orck’o (parque temático), Monastery de la Recoleta, Museo de Art Indígena, entre outros.

Colômbia

Bogotá é a capital e maior cidade da Colômbia, localizada na Savana de Bogotá (subregião localizada no centro geográfico de Colômbia, sobre a Cordilheira Oriental, na parte Sul do Planalto Cundiboyacense). A cidade está localizada na região que corresponde a placa-tectônicasul-americana, apresentando forte atividade sísmica.

Apresenta clima quente e temperado, com média anual de 13,5ºC. Sua área territorial é de 1.775 km², com população de 7,413 milhões de habitantes, de acordo com o Censo de 2.018.

Bogotá foi fundada como capital do Novo Reino de Granada, em 6 de agosto de 1538, pelo conquistador espanhol Gonzalo Jiménez de Quesada. Tornou-se capital em 1.819, após Batalha de Boyacá. O nome Bogotá tem origem da palavra indígena que significa “Cercado além da Lavoura”.

Bogotá é administrada como Distrito-capital (uma das divisões administrativas da Colômbia). A moeda é o Peso e as principais atividades econômicas são o comércio, indústria e turismo.

As principais atrações da cidade são Museu do Ouro, Morro de Monserrate, La Candelaria, Praça Bolívar de Bogotá, Museu Botero, Jardim Botânico de Bogotá, Parque Simón de Bolívar, entre outros.

Equador

Quito – é a capital e cidade mais populosa do Equador, localizada no Noroeste da América do Sul. Está situada cerca de 35 km a Sul da Linha do Equador. Por conta de sua altitude e localização, o clima é razoável e constante com máxima de 21ºC. Existem somente duas estações, o verão (estação seca) e o inverno (estação chuvosa). Sua área territorial é de 372,4 km², com população de 1,619 milhão de habitantes, conforme Censo de 2010.

O surgimento da palavra Quito tem várias explicações, uma delas provém de Quitus ou “descendentes de Quitumbe”, grupo que povoou a atual área urbana de Quito, desde o século XVI a.C. Quito foi fundada em 6 de dezembro de 1534 pelo espanhol Sebastián Benalcazar, com o nome San Francisco de Quito.

A moeda utilizada no país é o Dólar Americano. Os principais pontos turísticos são Mitad del Mundo (museu, vulcão e planetário), Teleférico de Quito (montanha e vulcão), Basílica do Voto Nacional, Pichincha (vulcão, escalada, caminhada, montanha e alpinismo), entre outros.

Argentina

Buenos Aires é a capital e maior cidade da Argentina, localizada na Costa Ocidental do estuário do Rio da Prata, na Costa Sudeste do Continente. O clima é subtropical úmido, com temperatura média de 17,6ºC.

Em 1.880 foi federalizada e separada da província de Buenos Aires. A cidade conquistou autonomia política em 1994, e pela primeira vez em 1996, os cidadãos elegeram um chefe de governo (prefeito), pois até então, o prefeito era nomeado pelo Presidente da República.

Sua área territorial é de 203 km², com população de 2,89 milhões de habitantes, segundo Censo de 2010. Não muito comum de acontecer, Buenos Aires foi fundada por duas vezes: a primeira em 1.536 pelo conquistador espanhol Pedro de Mendoza, que nomeou o local como Real de Nuestra Señora Santa María del Buen Aire; e a segunda, em 1.580 pelo conquistador espanhol Juan de Garay, com o nome Ciudad de la Santísima Trinidad. Apesar de seu segundo acentamento, a cidade continuou sendo chamada de Porto Buenos Aires.

A moeda é o Peso argentino. É a terceira cidade capital com a maior renda per capita da América Latina, depois do México e Brasília. A economia local gera em torno principalmente do setor terciário (atividades de comércio e prestação de serviços).

A cidade possui mais de 250 parques e 280 teatros. Entre as centenas de pontos turísticos, destacam-se a Praça de Maio (monumento, história, tango e arquitetura), Caminito (museu a céu aberto, pintura e arte), Casa rosada (arquitetura e história), Teatro Colón, entre outros.

Bairro de Palermo (Buenos Aires, Argentina). Foto: Anibal Trejo / Shutterstock.com

Guiana

Georgetown é cidade e capital da Guiana, localizada na região Demerara-Mahaica e situada na Costa do Oceano Atlântico, na foz do Rio Demerara. Conhecida como a “Cidade Jardim do Caribe”. Sua área territorial é de 70 km², com população de 74.180, segundo Censo de 2018. O clima é de floresta tropical, com temperaturas moderadas.

A cidade foi colonizada por franceses e tornou-se capital em 1782. Foi renomeada várias vezes até chegar ao nome Georgetown em 1.812, em homenagem ao rei George III.

A atividade econômica é concentrada principalmente no comércio. A moeda é o Dólar guianense (GYD).

As principais atrações turísticas são o Mercado de Stabroek, St George’s Cathedral, Museu Nacional Guyana, Promenade Gardens (jardim e história), The Georgetown Lighthouse (farol), entre outros.

Peru

Lima é capital e maior cidade do Peru, localizada nos vales dos rios Chillón, Rímac e Lurín, na parte Central do Litoral peruano. Sua área territorial é de 2.672 km², com população de 12 milhões de habitantes (Censo 2.017).

A cidade foi fundada pelo conquistador espanhol Francisco Pizarro, em 18 de janeiro de 1.535, como Ciudad de los Reyes. Apesar disso, o nome indígena da região Lima foi o que permaneceu. Tornou-se capital em 1.821.

O clima da região é moderado (não ultrapassam 30ºC e também, não ficam abaixo de 10ºC). A chuva no local é quase nula, com persistente neblina entre os meses de junho e dezembro.

A moeda no Peru é o Sol (S/), plural sendo Soles. Lima é responsável por 70% das indústrias do país, principalmente nas áreas têxtil, alimentar e química. Outra área econômica em destaque é o comércio.

Os principais pontos turísticos são o Museu Arqueológico Rafael Larco Herrera, Huaca Pucllana (sítio arqueológico), Praça Maior de Lima, Parque del Amor, Parque de La Reserva, entre outros.

Venezuela

Caracas é a capital federal da República Bolivariana de Venezuela, oficialmente Santiago de León de Caracas. Está localizada no município Libertador, do Distrito Capital (um dos 24 distritos da Venezuela). Está localizada no Centro-Norte do país, cerca de 15 km do Mar do Caribe. Grande parte da cidade é atravessada pelo Rio Guaire, em sentido sudoeste-nordeste.

Sua área territorial é de 2.050 km², com população de 2,082 milhões de habitantes, conforme Censo de 2015. O clima é tropical, com temperatura média anual é de 21,1ºC.

A cidade foi fundada em 1.567 pelo explorador espanhol Diego de Losada. Em 1.812, Caracas foi destruída pelo terremoto, e aos poucos, foi sendo reconstituída. No século XX passou a ser um dos centros financeiros da América do Sul, principalmente pelo desenvolvimento em petróleo.

A atividade econômica está concentrada na área de serviços. A cidade capital também é sede da Bolsa de Valores de Caracas. A moeda oficial é o Bolívar Venezuelano (VEF).Com a crise enfrentada pelo país nos últimos anos, a prefeitura de Caracas lançou a moeda própria “Caribe”.

Os principais pontos turísticos são o Cervo Ávila (parque e montanha), Sistema Teleférico Warairarepano, Parque del Este, Museu de Belas Artes de Caracas, Caracas Cathedral, entre outros.

Centro de Caracas, Venezuela. Foto: Paolo Costa / Shutterstock.com

Suriname

Paramaribo é a capital e maior cidade de Suriname, localizada às margens do Rio Suriname. Sua área territorial é de 182 km², com população de 240.294, de acordo último Censo realizado em 2.012. O clima é equatorial, com temperatura máxima de 37ºC e mínima de 15ºC.

A cidade foi dominada pela Grã-Bretanha em 1.630 e tornou-se independente somente em 1.975. Os cidadãos são formados em sua maioria por indígenas e descendentes de indianos, javaneses, africanos e holandeses.

O nome Paramaribo provém de uma variação da aldeia indígena chamada Parmirbo, que significa habitantes do rio grande. A aldeia está situada na foz do Rio Suriname.

A moeda do país é Dólar do Suriname (SRD). A economia principal da cidade gera em torno das indústrias e do turismo.

As atrações turísticas são Jardim das Palmeiras, Forte Zeelandia, Basílica São Pedro e São Paulo, Pepperpot Nature Park, entre outros.

Guiana Francesa

É um departamento ultramarino e região da França, localizada na Costa do Atlântico Norte da América do Sul. Apesar de estar situada na América do Sul, ela encontra-se sob domínio de um país europeu. Sua capital é a cidade de Caiena (Cayenne), que possui aproximadamente 56 mil habitantes.

A Guiana Francesa é representada no senado e na assembleia da França, sendo considerada parte da União Europeia. Sua área territorial é de 83.846 km², com população de 290.691 habitantes, conforme Censo de 2.020.

O clima é tropical, bastante chuvoso, quente e úmido na maior parte do ano. A temperatura média é de 27ºC.

A economia é baseada principalmente na pesca, na extração mineral e exportação de açúcar, mandioca, coco, banana e madeira. A moeda é o Euro.

Os pontos turísticos do local são a Ilha do Diabo, Parque Guiana Amazonian, Zoo de Guyane, La Mère (ilha), entre outros.

Leia também:

Arquivado em: América