Mar da Noruega

Mestra em Geografia (Unicamp, 2017)
Bacharela em Geografia (USP, 2014)
Licenciada em Geografia (UEL, 2009)

O Mar da Noruega está localizado ao norte do Oceano Atlântico, entre a Suécia, a Groenlândia e a Islândia. Suas águas possuem profundidade entre 1600 m e 1750 m, sendo que o ponto mais profundo está localizado a 3971 metros de profundidade.

Localização do Mar da Noruega. Mapa: via Wikimedia Commons / CC-BY-SA 3.0

Características Físicas

O Mar da Noruega foi formado há cerca de 250 milhões de anos, quando as placas eurasiana e norte-americana começaram a se afastar. Esse processo de afastamento é resultado de uma intensa atividade tectônica na área de encontro entre as placas.

Além de provocar o afastamento entre o continente Europeu e a América do Norte, essa atividade tectônica é responsável pela formação de uma prolongada cadeia de montanhas no fundo do Mar da Noruega. Os fiordes da costa da Groenlândia e da Noruega, por sua vez, foram formados durante a Era do Gelo pela ação de massas de gelo, que se movimentavam em direção ao Mar da Noruega.

Apesar de estar localizado em região de altas latitudes, as águas superficiais do Mar da Noruega são aquecidas pela corrente do Golfo, originada no Golfo do México. O fluxo de águas superficiais quentes é responsável pela manutenção do clima ameno nas ilhas e países costeiros do Mar da Noruega.

Aspectos Econômicos

Lofoten, tradicional arquipélago de pescadores localizado na Noruega. Foto: Stas Moroz / Shutterstock.com

O Mar da Noruega possui importantes reservas de petróleo e gás natural localizadas sobre o leito oceânico. Entretanto, a extração dos combustíveis fósseis foi dificultada pela profundidade do Mar Noruega, o que aumentou os custos de extração e a tecnologia empregada. Desde 1993 a Noruega explora o petróleo submarino e desde 2001 as jazidas de gás natural.

O gasoduto Langeled, localizado no fundo no Mar da Noruega e Mar do Norte, liga a Noruega à Inglaterra e é o segundo maior gasoduto submarino do mundo.

A pesca é uma atividade tradicional no Mar da Noruega. No século XIX, a exportação de bacalhau era a atividade mais importante da Noruega. A pesca a baleia também foi uma atividade muito desenvolvida no mar da Noruega. A Ilha de Jan Mayen, foi utilizada como assentamento de baleeiros durante a caça às baleias.

Atualmente, a maior parte dos países do mundo proibiu a caça às baleias diante da redução das populações. Entretanto, Noruega e Islândia continuam praticando a caça ao mamífero. Além da baleia, a pesca de arenques, sardinhas, anchovas e bacalhau são importantes atividades econômicas para as comunidades costeiras.

Questões ambientais

A pesca predatória tem reduzido drasticamente a população de peixes e mamíferos marinhos no Mar da Noruega. Mas, além da pesca, a poluição também afeta a vida marinha. As águas do Mar da Noruega são contaminadas pelo lixo radioativo lançado ao mar pelo complexo nuclear britânico Sellafield.

As águas do Mar do Noruega foram uma importante rota marítima entre a Europa e o Porto de Murmansk, na Rússia. Durante a Segunda Guerra Mundial, essa rota foi especialmente utilizada para abastecer as tropas soviéticas na Europa. O naufrágio de inúmeros navios e submarinos durante o período colaboraram com a contaminação das águas do Mar da Noruega e ainda hoje, afetam o ecossistema local.

Arquivado em: Europa, Hidrografia